Carregando...
Carregando


Juína News

Hoje Segunda
06 de Julho de 2020




Dezenas de pessoas são presas em Hong Kong após protesto contra nova lei de segurança nacional

Polícia antiprotestos estava presente quando várias centenas de pessoas se locomoveram de Jordan para Mong Kok, no distrito de Kowloon, realizando o que estava previsto para ser um "protesto silencioso" contra a lei de segurança

29 de Junho de 2020
- Fonte: Reuters - Atualizado 29/06/2020 06:58:52
Divulgação

Divulgação

A polícia de Hong Kong prendeu pelo menos 53 pessoas neste domingo (28) após um tumulto durante protesto relativamente pacífico contra a nova legislação de segurança nacional a ser implementada pelo governo chinês.
 
A polícia antiprotestos estava presente quando várias centenas de pessoas se locomoveram de Jordan para Mong Kok, no distrito de Kowloon, realizando o que estava previsto para ser um "protesto silencioso" contra a lei de segurança.
 
No entanto, palavras de ordens foram dirigidas à polícia e o tumulto irrompeu em Mong Kok, levando a polícia a usar spray de pimenta para controlar partes da multidão.
 
A polícia de Hong Kong disse no Facebook que 53 pessoas foram presas e acusadas de reunião ilegal, acrescentando que anteriormente alguns manifestantes tentaram bloquear ruas na região.
 
A nova lei de segurança nacional proposta suscita preocupação por parte de ativistas pró-democracia em Hong Kong e de alguns governos estrangeiros sobre como Pequim está corroendo ainda mais a autonomia prometida quando a Grã-Bretanha devolveu o território à China em 1997.
 
"Os governos querem calar nossas bocas e nos expulsar", afirmou um manifestante, Roy Chan, de 44 anos. "Precisamos permanecer de pé e derrubar todos aqueles que privam a liberdade das pessoas de Hong Kong."
 
Revisão do projeto de lei
 
Parlamentares chineses revisaram o projeto de lei de segurança nacional para Hong Kong durante reunião realizada pelo comitê permanente do Congresso Nacional do Povo, informou a mídia estatal Xinhua neste domingo.
 
Na reunião, Shen Chunyao, diretor da Comissão de Assuntos Legislativos do comitê permanente, apresentou um relatório sobre o projeto, segundo a Xinhua.
 
O comitê permanente Congresso geralmente se reúne a cada dois meses, mas a reunião de três dias que começa neste domingo já é a segunda somente neste mês de junho com objetivo de discutir o projeto.
 
O comitê deve aprovar o projeto de lei até o fim da reunião na terça-feira.
 
A nova lei de segurança nacional proposta suscita preocupação por parte de ativistas pró-democracia em Hong Kong e de alguns governos estrangeiros sobre como Pequim está corroendo ainda mais a autonomia prometida quando a Grã-Bretanha devolveu o território à China em 1997 sob o sistema "um país, dois sistemas".
 
A China disse, no entanto, que o projeto de lei terá como alvo apenas um pequeno grupo de agitadoress uma vez que ele visa a combater o separatismo, a subversão, o terrorismo e a interferência estrangeira em Hong Kong.
 
Mais detalhes da legislação não foram divulgados.
 
  • Whatsapp
  • Whatsapp
  • Google
0 - COMENTÁRIO
Deixe seu comentário



O site www.juinanews.com.br foi criado em 2008 com o único objetivo de levar as informações e as notícias do município de Juína e toda região.

Com o Juína News, você fica informado. As notícias são imparciais, volte sempre.

© 2008 - 2020 - A notícia certa, na hora certa.
Todos os direitos reservados.