Carregando...
Carregando


Juína News

Hoje Sabado
26 de Setembro de 2020




Lúdio cobra que Governo Federal atue no combate aos incêndios no Pantanal

Exército tem brigadistas que podem reforçar atuação na linha de frente feita pelo Corpo de Bombeiros

16 de Setembro de 2020
- Fonte: Midia News - Atualizado 16/09/2020 10:46:35
Reprodução

Reprodução

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) cobrou que o governo federal tome providências concretas e imediatas para combater as queimadas no Pantanal, autorizando o Exército a fazer o combate ao fogo na região, para reforçar o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso que já atua na área. As causas sistêmicas e as medidas para combater as queimadas no Pantanal serão debatidas em audiência pública remota na quinta-feira (17), a partir das 14 horas.
 
“Tivemos a informação de que o Exército Brasileiro possui mil brigadistas capacitados para combater o fogo, que poderiam se somar aos 900 bombeiros e brigadistas que já estão no Pantanal. Os trabalhadores do Corpo de Bombeiros são heróis que estão na linha de frente e merecem todo o nosso reconhecimento. Mas com 300 bombeiros por turno e 1 milhão de hectares queimados, são 3.333 hectares de incêndio para cada homem ou mulher na linha de frente. É impossível combater o fogo no Pantanal sem aumentar o número de pessoas atuando no local. Estamos sacrificando esse efetivo de trabalhadores da linha de frente, que vão adoecer e ter problemas respiratórios graves. Precisamos de mais gente. As Forças Armadas precisam entrar nesse enfrentamento”, disse Lúdio.
 
A convite da deputada federal Rosa Neide (PT), Lúdio participou da reunião da Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional nessa segunda-feira (14) e propôs como encaminhamento o pedido para que o Exército atue no Pantanal. Na reunião da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Lúdio sugeriu que o governador de Mato Grosso faça a mesma cobrança ao presidente da República.
 
“O Exército não está combatendo as queimadas no Pantanal por decisão do Ministério da Defesa, que diz que o problema no Pantanal é responsabilidade da Marinha. Tivemos informações de que o governador já entrou em contato com o general que comanda o Exército aqui e o general respondeu que recebe ordens. Então o governador precisa ligar para o presidente da República, que é o comandante em chefe do Exército brasileiro, para que ele determine a atuação do Exército nas queimadas”, disse Lúdio.
 
Audiência pública
 
O tema será debatido com profundidade na audiência pública da próxima quinta-feira, que será realizada pelo aplicativo Zoom e transmitida pela TV Assembleia a partir das 14 horas. A audiência vai reunir universidades, entidades civis, órgãos públicos e moradores da região. Lúdio observou que, além do Pantanal, grandes porções do Cerrado e da Amazônia também estão sendo devastados pelo fogo.
 
“Na audiência, vamos procurar respostas para três grandes questões. A primeira é o diagnóstico das queimadas atuais: quando começou, qual o caminho percorrido, qual a situação atual e qual o prognóstico. A segunda questão é sobre as medidas estão sendo implementadas pelas instituições responsáveis para enfrentar as queimadas e o que ainda pode ser feito. Precisamos mobilizar todas as forças necessárias para esse trabalho. A terceira é analisar as raízes profundas dessa situação, que estão na nossa relação com o planeta. Precisamos pensar em políticas públicas e modelos de desenvolvimento que enfrentem com profundidade as origens desse problema, que está na falta de água no Pantanal. A floresta e cerrado estão sendo devastados e afetam o regime das águas”, disse Lúdio.
  • Whatsapp
  • Whatsapp
  • Google
0 - COMENTÁRIO
Deixe seu comentário



O site www.juinanews.com.br foi criado em 2008 com o único objetivo de levar as informações e as notícias do município de Juína e toda região.

Com o Juína News, você fica informado. As notícias são imparciais, volte sempre.

© 2008 - 2020 - A notícia certa, na hora certa.
Todos os direitos reservados.