Carregando...
Carregando


Juína News

Hoje Sabado
07 de Dezembro de 2019




Simno intermedeia acordo com Ministério Público de Colniza para destinação de resíduos madeireiros

05 de Novembro de 2019
- Fonte: Assessoria

O Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato grosso (Simno) firmou, no dia 22 de outubro, o aditamento do Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC), com o Ministério Público, que trata sobre a destinação dos resíduos das indústrias madeireiras no município de Colniza, especificamente do pó de serra, conforme Inquérito Civil Público nº 000107-054/2016.
 
Participaram da reunião para tratar das possibilidades de destinação dos resíduos madeireiros do município, o diretor executivo, Evaldo Oestreich Filho, o assessor sindical, Anaum Alves de Oliveira, o assessor jurídico, Juliano da Cruz da Silva, ambos do Simno, a assessora jurídica da empresa JUNP Madeiras, Thienez Pedroso Lemes Pinto  e o presidente da Associação dos Produtores de Resíduos de Madeiras de Colniza (APREMACOL), Milton de Souza Amorim, e o promotor de Justiça, Aldo Kawamura Almeida, no Ministério Público de Colniza.
 
Durante o encontro foi apresentada uma alternativa economicamente viável e sustentável para a destinação dos resíduos que é o encaminhamento para a Termoelétrica situada nas dependências da empresa JUNP MADEIRAS que passará a funcionar em janeiro de 2021. Isso será feito através do termo de compromisso firmado entre os interessados.
 
Com isso, o promotor de Justiça concedeu um novo aditamento do TAC, possibilitando que a partir do dia 01 de julho de 2020 a empresa JUNP MADEIRAS passe a receber os resíduos e estocá-los (o que já vem acontecendo há um tempo) e que a partir do dia 01 de Janeiro de 2021, com o funcionamento da Termoelétrica, a empresa passe a produzir energia a partir dos resíduos, dando uma destinação final.
 
Com a medida intermediada pelo Simno foi possível dar uma destinação sustentável aos resíduos oriundos das indústrias madeireiras, uma vez que estava previsto pelo TAC que eles fossem armazenados em outro local, podendo ser passível de questionamento sobre dano ambiental.
 
Para se certificar da decisão, o promotor de Justiça visitou as dependências de instalação e funcionamento da futura Termoelétrica da empresa JUNP MADEIRAS e se mostrou satisfeito com a infraestrutura e com o potencial de destinação aos resíduos.
  • Whatsapp
  • Whatsapp
  • Google
0 - COMENTÁRIO
Deixe seu comentário



O site www.juinanews.com.br foi criado em 2008 com o único objetivo de levar as informações e as notícias do município de Juína e toda região.

Com o Juína News, você fica informado. As notícias são imparciais, volte sempre.

© 2008 - 2019 - A notícia certa, na hora certa.
Todos os direitos reservados.