Carregando...
Carregando


Juína News

Hoje Sabado
16 de Novembro de 2019




Alerta!

Fique atento aos principais cuidados ao comprar alimentos, orienta vigilância em saúde de Juína

08 de Novembro de 2019
- Fonte: Juína News
Ilustração

Ilustração

As pessoas que compram produtos alimentícios em lanchonetes, restaurantes, supermercados, bares ou comércio popular em geral, devem ficar atentos para alguns detalhes do produto que irá consumir, para evitar problemas de saúde no futuro.

Depois de supostos casos de ‘larvas’ em alimentos constatados em  estabelecimentos do município e que acabaram repercutindo através de vídeos em aplicativos de mensagens, o Juína News procurou a coordenadora da Vigilância em saúde do município de Juína, Ágata Barbosa, que passou algumas orientações de como proceder antes de consumir qualquer alimento.

“Tem que haver um compromisso de ser um consumidor inteligente, observar o alimento que você está levando para dentro de casa. Todo alimento e toda água é fonte de doenças, de contaminação. Se uma água estiver com alguma parasita, coliforme, ela vai fazer aquela pessoa que consumiu passar mal” – observou.

Segundo a coordenadora, qualquer alimento contaminado, se consumido, poderá causar intoxicação alimentar grave, por isso deve se observar primeiro data de validade. Na ausência dessa informação, observar o aspecto do alimento.

“A cor deve estar compatível, se existe algo a mais que não faça parte daquele alimento ou que cause estranheza. O consumidor deve escolher onde vai comprar observar se no local há um alvará sanitário, se foram realizadas boas práticas de manipulação do alimento” – orientou a coordenadora.

O alvará sanitário fixado em qualquer comércio nem sempre é sinal de limpeza, de acordo com Ágata, a inspeção sanitária é feita só uma vez por ano, no ato da liberação do alvará, porém quando há denúncias durante o ano, os fiscais fazem outra averiguação no local para apurar.

“Nos outros 364 dias depende muito do empresário, de observar e orientar que sejam feitas as boas práticas na manipulação e fabricação de qualquer alimento. Se ele não exige que use touca, roupa clara, não exige que a janela fique fechada na hora da manipulação, provavelmente esse produto vendido não terá qualidade” – esclareceu.

A coordenadora ainda orientou os consumidores que quando se depararem com uma situação relacionada à qualidade de alimentos deve formalizar uma denúncia na Vigilância Sanitária.

Quando a denúncia chega ao órgão, uma equipe vai ao local indicado pelo consumidor, para fazer a análise visual do produto (como ele está acondicionado e até mesmo, exposto nas prateleiras dos supermercados, bares, restaurantes etc.). E em determinados casos, recolhe um lote para análise. Em relação a um produto específico, que o consumidor levou para casa e abriu, não é possível fazer outro tipo de análise que não seja a visual, já que não dá pra saber, por exemplo, quanto tempo o produto ficou aberto na casa do consumidor.

Após essa fiscalização a empresa, comércio, restaurante, bar, supermercado, etc é notificada para se adequar as normas ou, em casos mais graves, é interditada imediatamente. Nos casos menos graves é dado um prazo para que a empresa possa se adequar, caso não o faça no prazo estipulado, são tomadas as medidas cabíveis, inclusive interdição se for o caso.

Serviço

A denúncia pode ser feita de forma presencial no prédio da vigilância do município, que funciona na Avenida Ives Ortolan, módulo - 3, das 08:00 às 17:00 horas. Para orientar o cidadão e prestar informações está disponível o telefone 3566-2355.

 

  • Whatsapp
  • Whatsapp
  • Google
1 - COMENTÁRIO
Deixe seu comentário

Por: Roberto
Só acho que a vigilância deveria dar mais atenção, esses dois vídeos de locais com produtos com bichos , é só começo isso é só oque vem átona mas existemuito mais, tem que pegar mais firme!!! - 08/11/2019 12:02:16




O site www.juinanews.com.br foi criado em 2008 com o único objetivo de levar as informações e as notícias do município de Juína e toda região.

Com o Juína News, você fica informado. As notícias são imparciais, volte sempre.

© 2008 - 2019 - A notícia certa, na hora certa.
Todos os direitos reservados.