Juína/MT, 18 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

18 de Junho de 2024


ARTIGOS Terça-feira, 24 de Outubro de 2023, 15:28 - A | A

Terça-feira, 24 de Outubro de 2023, 15h:28 - A | A

Endoscopia do Império Romano até os dias atuais

Informe publicitário

Embora possa soar como novidade para alguns, instrumentos endoscópicos já foram encontrados por arqueologistas desde antes do império romano. Hipócrates (460-370 a.C) já descreveu em manuscritos a inserção de aparelhos dentro de orifícios pensando em minimizar os efeitos colaterais da cirurgia.

O médico alemão Philipp Bozzini (1773-1809) é reconhecido como o primeiro inventor do endoscópico moderno, criando um aparelho tubular rígido, com uma estrutura de espelhos que permitia visualizar dentro da uretra, canal vaginal e boca. Contudo, pelo fato de ser muito rudimentar, era pesado, doloroso, quente e pouco permitia algum tipo de utilização que não a visão. De lá para cá avançou-se tanto em tecnologia e possibilidades, que fica difícil para o paciente acompanhar as inovações, por isso venho aqui resumir um pouco.

Hoje a definição de imagem acompanha os melhores modelos de televisão, gravação em tempo real e permite selecionar feixes de luz que fazem enxergar através das camadas do estômago e intestino.  O aparelho de endoscopia moderno, além da ótica de vídeo, possui vários orifícios para a introdução de pinças que permitem a realização de biópsias, inserção de cateteres e, atualmente, até a realização de cirurgias oncológicas. Por exemplo, é possível remover pólipos, tumores e realizar cauterizações durante o procedimento. Isso evita a necessidade de cirurgias mais invasivas e reduz o tempo de recuperação do paciente.

É importante ressaltar que a endoscopia é um procedimento seguro e indolor, realizado com o uso de anestesia local ou sedação. Os médicos especializados em endoscopia estão preparados para lidar com qualquer complicação que possa surgir durante o procedimento.

A princípio parece soar como distante da nossa realidade, na cidade em que se situa o centro geodésico da América Latina. Mas não, essa tecnologia já é realidade em Cuiabá. Essa modernidade, quando acompanhada de um profissional especializado, aumenta exponencialmente a capacidade de diagnóstico e detecção precoce de doenças, inclusive o câncer.

É fundamental que as pessoas estejam cientes dessas opções e busquem por profissionais qualificados para realizar os exames e procedimentos necessários. A endoscopia é uma ferramenta poderosa na medicina moderna e pode salvar vidas.

Dr. Marcus Lindote, Cirurgião Oncológico e Chefe do Serviço de Endoscopia no Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCanMT)

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros