Juína/MT, 19 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

19 de Junho de 2024


Brasil Quinta-feira, 23 de Março de 2023, 09:16 - A | A

Quinta-feira, 23 de Março de 2023, 09h:16 - A | A

Após um mês, auto-embargo da China reflete negativamente nas exportações da carne bovina

A suspensão dos envios da carne bovina à China completa um mês nesta quarta-feira (22) após registro já confirmado como atípico de “vaca louca” no estado do Pará. A decisão de auto-embargo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tem refletido negativamente nas exportações do produto. Integrantes da pasta e produtores rurais estão na China negociando a retomada dos envios da proteína bovina para o país asiático. 

Conforme o boletim semanal do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a paralisação temporária nos envios aos chineses impactou diretamente no número de plantas em operação, visto que algumas indústrias optaram por férias coletivas como forma de mitigar os efeitos do embargo nas atividades.

Assim, com menos frigoríficos operando no estado, o setor industrial trabalhou com menor ociosidade e a utilização frigorífica em operação fixou-se em 62,26% no mês passado.

Além dos frigoríficos, ainda segundo o Imea, em fevereiro houve redução de 10,18% nas exportações se comparado a janeiro.

“A queda nos envios foi pautada especialmente pelo embargo das certificações da proteína para a China, ocorrido nas últimas semanas do mês”, diz trecho do boletim.

Na segunda-feira (20), o ministro do Mapa, Carlos Fávaro, e integrantes da pasta foram à China negociar com as autoridades locais a retomada dos envios da carne bovina para o país e tentar a ampliação das exportações. Em vídeo publicado nas redes sociais, Fávaro destacou a importância da missão que é realizada em conjunto para o fim do auto-embargo.

“Muito animado, uma comitiva muito importante com colaboradores do Mapa, empresários brasileiros das mais diversas áreas para mehorar as nossas relações comerciais, tanto para vender mais para a China, mas também para comprar produtos que sejam importantes para o Brasil”, disse.

O presidente Lula (PT) também deve ir para a China negociar a retomada das exportações com o maior comprador da proteína brasileira.

 

 

Fonte: GD

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros