Juína/MT, 22 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

22 de Junho de 2024


Cidades Terça-feira, 26 de Dezembro de 2023, 09:24 - A | A

Terça-feira, 26 de Dezembro de 2023, 09h:24 - A | A

queda no preço

Preço do litro de leite pago ao produtor em Mato Grosso cai 8,4%

A balança de lácteos do país registrou o maior déficit desde 1997, totalizando US$ 940,36 milhões na soma de janeiro a novembro, conforme a Secex (secretaria de Comércio Exterior).

O avanço nas compras, gerou maior oferta de lácteos no mercado interno, como resultado, queda no preço do leite pago ao produtor brasileiro. Para se ter uma ideia, em Mato Grosso, o preço médio de janeiro a outubro foi 8,46% menor que o mesmo período de 2022, cotado em R$ 2,13/litro. Apesar da redução no preço do leite, o Índice de preços dos Insumos, também registrou queda de 7,15% ante ao índice médio

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), de janeiro a outubro, fixando-se em 164,31 pontos e a diminuição se deu, principalmente, pelo grupo de Alimentação Concentrada, que caiu de 17,02% no mesmo comparativo.

Do lado da demanda, fatores como altos estoques internos e consumo doméstico enfraquecido, limitaram o avanço nas cotações dos derivados, como exemplo, o preço da muçarela caiu 8,95% na média de janeiro a outubro ante o mesmo período de 2022, cotado em R$ 29,60/kg no Estado

 

 

Só Notícias 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros