Juína/MT, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

16 de Junho de 2024


Flagrante Quinta-feira, 09 de Maio de 2019, 00:00 - A | A

Quinta-feira, 09 de Maio de 2019, 00h:00 - A | A

Maio Amarelo do trânsito: polícia civil prende 05 motoristas por embriaguez ao volante em Juína

Juína News

A noite de quarta e madrugada de quinta foi de muito trabalho para a polícia civil da cidade de Juína,MT, onde sob o comando do delegado de polícia civil doutor Marco Bortolotto Remuzzi e sua equipe de policiais, deflagraram a campanha do trânsito, “maio amarelo”,  e prenderam cinco pessoas por embriaguez ao volante.

Uma das pessoas presas por estar dirigindo veículo sob influência de álcool foi Fábio Munaretto, de 32 anos, segundo informações policiais, o mesmo dirigia uma Toyota Hillux de cor branca quando foi abordado pelos policiais que perceberam que Fábio exalava um forte odor etílico, aparentava olhos avermelhados e sonolência, porém se recusou a realizar o teste do etilômetro, sendo então conduzido à delegacia municipal.

Dando continuação à campanha “Maio Amarelo” a polícia civil seguiu em diligências pela cidade onde ao abordar um veículo Toyota Hillux, que era conduzido por Romes Prata de Sene Filho de 38 anos de idade, foi constatado que o condutor apresentava odor etílico, sendo então que o suspeito confirmou ter ingerido bebidas alcoólicas, sendo submetido ao teste do etilômetro e constatado o seguinte resultado 0.45 mg/l, que foi imediatamente preso e encaminhado à delegacia municipal.

Outro motorista preso foi André Luiz Alves da Costa de 29 anos, que dirigia um veículo Gol, sendo abordado pelos policiais que perceberam um forte odor etílico, e que o condutor afirmou ter ingerido bebidas alcoólicas, sendo submetido ao teste do etilômetro, onde o resultado foi de 0,35 mg/l, tendo sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) apreendida e encaminhado para à delegacia municipal.

Também foi preso Antônio Flávio da Silva Souza de 33 anos de idade, segundo informações da polícia civil, o mesmo foi abordo quando pilotava uma motocicleta CG Honda, onde foi constatado que o condutor apresentava forte odor etílico, sendo que o mesmo confirmou ter feito uso de bebidas alcoólicas, sendo realizado o teste do etilômetro e constatado o resultado de 1,34 mg/l, sendo então conduzido à delegacia de polícia.

Em mais diligências pela cidade a polícia também prendeu Elizandro Costa de 30 anos, onde Elizandro conduzia uma camionete L200 de cor prata sendo abordado nas proximidades do CTG, onde foi dado ordem de parada através de sinais sonoros e giroflex, porém o mesmo não obedeceu, saindo em alta velocidade e quase atropelou a equipe de policiais, que fizeram o acompanhamento do mesmo e o abordaram na avenida Gabriel Muller, onde os investigadores constataram de imediato que Elizandro Costa aparentava visíveis sinais de embriaguez com olhos avermelhados e um forte odor etílico, porém o suspeito se recusou a fazer o teste do etilômetro , mas devido ao estado alterado em que o mesmo se encontrava, foi dada voz de prisão e  conduzido a delegacia municipal, sendo lavrado a prisão em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante.

O delegado de polícia doutor Marco Remuzzi informou que todos motoristas foram autuados em flagrante no artigo 306 do CTB, que foi arbitrada fiança de 2, 3 e 4 salários mínimos, sendo apenas o condutor Antônio que não recolheu fiança e foi levado para o CDP.

A campanha maio amarelo do trânsito teve inicio às 21h30m com término final às 8h30.

Punição

 
A multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 2.934,70. No momento do teste do bafômetro, o condutor que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,33 miligramas por litro de ar expelido será preso, pagará multa, terá a CNH suspensa e responderá por crime. A pena é de detenção que varia entre seis meses a três anos. Quando a quantidade de álcool for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem a CNH retida e paga multa.

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros