Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Gerais Segunda-feira, 17 de Julho de 2023, 10:10 - A | A

Segunda-feira, 17 de Julho de 2023, 10h:10 - A | A

DIVERSÃO SEGURA

Acidente com crianças sobe 25% nas férias; veja alerta

Período de férias é aguardado com grande expectativa pelas crianças, que ganham mais tempo para se divertir. Mas, para os pais, esse é um momento de redobrar os cuidados. Corpo de Bombeiros alerta acidentes domésticos com os pequenos aumenta 25% no período.

Crianças entre 5 e 6 anos são as principais vítimas destes acidentes. " Quanto menor a idade, maior deve ser a vigilância às crianças. O papel dos pais é fundamental, ao servirem de exemplo e darem as orientações. ", disse o capitão Motti, do 1º Batalhão de Bombeiro Militar.

Afogamentos, curtos-circuitos, queimaduras e acidentes com produtos químicos são as ocorrências mais comuns.

"Orientamos a todos nessa época de férias que as crianças estão muito presente nas residências a questão dos produtos líquidos inflamáveis que ficam em fácil acesso, que evitem esse acesso", alerta

Casas com piscina podem ser de grande riscos para a criançada, uma vez que o mais breve descuido pode ser fatal.

Outra questão preocupante é o uso de linhas com cerol usado para "ganhar" a pipa dos demais envolvidos na brincadeira.

O cerol é uma mistura de vidro moído com cola usada na linha da pipa, tornando-a altamente cortante, o que representa perigo para toda a população e coloca em risco pedestres, ciclistas e motociclistas que circulam pela cidade, além da própria pessoa que está utilizando e pode levar à morte.

Quando a pipa é cortada no ar, a linha solta pode ferir gravemente uma pessoa ao se aproximar do solo. Segundo pesquisas, cerca de 10 pessoas morrem por ano no Brasil vítimas de acidentes com as linhas cortantes.

" Outra coisa que os pais devem se atentar são as crianças que pegam cadeiras, escadas e ficam subindo em lugares altos, isso traz muito acidente de queda de nível com traumas cerebrais, fraturas, traumatismo craniano", completou o capitão.

 

 

Fonte: GD

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros