Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Gerais Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 09:11 - A | A

Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 09h:11 - A | A

Aulas em 2 campi do IFMT retomam nesta segunda-feira (24)

As aulas não ministradas durante o período de greve serão repostas e não haverá sobrecarga com contraturnos.

As aulas nas unidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, e Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, retomam nesta segunda-feira (24) depois de mais de dois meses de greve.

*Campi é o plural de campus. Do latim, campus significa terreno e edifícios de uma universidade ou outra escola. Apesar de campi ser o plural recomendado pelo Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp), a versão aportuguesada câmpus também já é usada por instituições federais. 

A decisão de pôr fim à paralisação em alguns campi saiu na segunda-feira (17), em assembleia. Já outros 11 campus permanecem em greve. Segundo o sindicato que representa as categorias, a greve nos IFs tem a previsão de encerrar na quarta-feira (26), com a assinatura de um acordo junto ao Ministério da Gestão.

Segundo a direção do IFMT, as aulas não ministradas durante o período de greve serão repostas (carga horária e dias letivos) e não haverá sobrecarga com contraturnos, já que a Lei garante que os estudantes de cursos técnicos de nível médio tenham 200 dias letivos.

Um novo calendário acadêmico será elaborado pela direção de ensino do campus junto com o Comando Local de Greve e será apresentado aos servidores e estudantes.

As unidades que encerraram o movimento devem retornar em datas diferentes. Confira a lista dos municípios abaixo:

Campus que encerraram a greve:

  • Campus Confresa - retorno em 21/06
  • Campus Alta Floresta - retorno em 10/06
  • Campus Avançado Sinop - encerramento em 17/06
  • Campus Barra do Garças - encerramento em 19/06, retorno das aulas em 24/06
  • Campus Rondonópolis - encerramento em 19/06, retorno das aulas em 24/06
  • Campus Avançado Diamantino - encerramento em 20/06, retorno das aulas em 20/06

Campus que continuarão com a greve:

Greve de professores e funcionários

No dia 8 de abril, os funcionários técnico-administrativos de 14 campi do IFMT entraram em greve por tempo indeterminado. Os professores da UFMT se juntaram aos servidores do instituto e divulgaram a suspensão das atividades dentro da universidade, também sem previsão de término. Já os docentes da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) anunciaram a aprovação da greve no final de maio, com início a partir de 3 de junho.

Segundo a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat), os docentes da UFMT continuam em greve e nesta segunda feira (24) está previsto uma assembleia geral para decidir se vão aderir ou não ao retorno ao trabalho.

Saiba o que a categoria reivindica:

*Reestruturação de carreira;
*Recomposição salarial e orçamentária;
*Revogação de normas aprovadas nos governos Temer e Bolsonaro;

De acordo com a Associação dos Docentes da UFMT, o Governo Federal não avançou no diálogo sobre a pauta da categoria, que é reivindicada desde janeiro de 2023.

 

 

Fonte: G1 MT

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros