Juína/MT, 22 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

22 de Junho de 2024


Juína Quinta-feira, 15 de Junho de 2023, 12:53 - A | A

Quinta-feira, 15 de Junho de 2023, 12h:53 - A | A

Animal morreu

Após revolta da população de Juína, indígena grava vídeo sobre apedrejamento em anta; assista

Animal foi encontrado pela tribo a beira de uma rodovia e morreu devido as agressões

Juína News

Um vídeo já editado que circula em aplicativo de mensagens em que mostra indígenas de etnia possivelmente Enawenê/Salumã, apedrejando uma anta as margens da BR 174, na região de Juína, Noroeste de Mato Grosso, causou grande revolta na população que assistiu perplexa a ação praticada contra o animal que morreu.

No vídeo em que possivelmente um deles gravou é perceptível notar que vários indígenas na BR 174, se aproximam do animal (anta) que estava estático, sem oferecer riscos, e do nada, um dos índios se apossa de uma pedra e o atinge, que permanece imóvel, até que os outros componentes do grupo repetem o gesto de apedrejamento até que a anta cai no chão, e sob risos, os indígenas vão embora, sem deixar a certeza de que o animal teria a carne consumida.

Assim que as imagens do apedrejamento foram divulgadas a população se manifestou e repudiou a atitude da etnia.

Hoje um vídeo foi disseminado nas redes sociais em que o indígena tenta justificar o que houve naquela situação.

Inicialmente ele se identifica como índio da etnia Salumã e deu sequência explicando que a anta havia atravessado na estrada e após uma colisão havia causado avarias no veículo que era usado por eles, que ficaram com o prejuízo, fato que revoltou aos ocupantes dos veículos, que desceram e ceifaram a vida do animal com pedradas.

O indígena que não teve seu nome identificado, disse estar revoltado devido os homens brancos estarem chamando seus companheiros de covardes, e afirmou que os índios não são covardes, e sim os homens brancos que querem acabar com as terras indígenas, com os rios, construindo usinas hidroelétricas, e disse ainda que não há motivos para os indígenas serem presos, pois não são ladrões e não vivem roubando as coisas dos brancos.  

O Juína News apurou que os índios da etnia Salumã que residem na região do Rio Preto são dos mesmos troncos linguísticos dos Enawene Nawê e hoje convivem em harmonia.

Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews 

VÍDEO

Comente esta notícia

Valter 16/06/2023

Seu desgraçado covarde,vc ta tentando desviar o assunto.

positivo
0
negativo
0

EKIANE NARDY DE SOUZA 15/06/2023

Meu Deus que Covardia com o animal, isso merece impunidade, esses índios tem que pagar pelo erro deles, o animal esta no habitat dele e não tem culpa se o responsável pela caminhonete estava correndo, nesses locais tem que andar devagar, cadê o Ibama que é o órgão responsável por maus tratos a animais, sera que eles estão vendo isso, será que esses índios não fazem pior que maus tratos a outros animais e esse condutor será que tem CNH sera que essa caminhonete tem documento, não é porque é índio que faz o que quer,, a lei tem que ser aplicada por igual sem olhar raça ou etnia. Palhaçada a fala desse índio querendo desviar a conversa, estamos falando do animal que eles mataram a pedradas... Se temos lei quero ver ela ser aplicada.

positivo
0
negativo
0

HELIENE MOURA 15/06/2023

Q covardia meu deus

positivo
0
negativo
0

3 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros