Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Lista de Notícias Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018, 00:00 - A | A

Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018, 00h:00 - A | A

Padrasto que degolou enteado em Juína alega insanidade para reduzir pena

Juína News

A defesa de Jazonias Araújo dos Santos, preso por ter degolado dois enteados e matado um deles, alegou que ele sofre de “insanidade mental” e solicitou que um exame fosse realizado, com o objetivo de reduzir a pena.

O pedido foi negado pelo juiz Vagner Dupim Dias, de Juína, em (9) de fevereiro. Na mesma decisão o magistrado marcou o dia da audiência em que o assassino será julgado pelo crime.

“De proêmio, indefiro o pedido de instauração de incidente de insanidade mental, isso porque da análise dos autos não vislumbro nenhum elemento que justifique a medida. Todavia, nada impede que seja novamente requerido no decorrer da instrução processual”, diz o magistrado na decisão.

Jazonias matou um enteado de 17 anos e esfaqueou o irmão dele, de 15 anos, que era deficiente físico. Após matar os garotos ele enviou áudios por WhatsApp para a ex-mulher nos quais relatou ter assassinado os filhos dela.

“Você gostou de ver seus dois filhos mortos? gostou? Eu amei matar”, afirma o agressor em um dos áudios.

A Justiça irá ouvir as testemunhas de acusação e defesa no dia (9) de março. O padrasto assassino também será julgado no mesmo dia.

O crime

O crime aconteceu no bairro Módulo 5, na Avenida Mato Grosso, em outubro de 2017.

De acordo com a mãe dos adolescentes, ela recebeu uma ligação de um tio, informando que os garotos teriam sido assassinados.

A porta da casa estava arrombada, de madrugada e conforme a polícia, o adolescente de 17 anos estava morto na cama, em um dos quartos da casa, com um corte profundo no pescoço. O irmão de 15 anos estava no sofá da sala, com cortes no pescoço e cabeça, porém, consciente.

O assassino foi preso pela Polícia Militar enquanto estava em uma lanchonete, na região conhecida como Rio do Sangue, em Juína.

Conforme investigações, ele tinha intenção de fugir para Primavera do Leste, passando pela cidade de Juara.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros