Juína/MT, 18 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

18 de Junho de 2024


Lista de Notícias Sexta-feira, 13 de Setembro de 2013, 00:00 - A | A

Sexta-feira, 13 de Setembro de 2013, 00h:00 - A | A

Surpresa! Agente Penitenciário acusado de matar a ex-mulher em Juína é absolvido em Júri popular

Juína News

Apesar das provas veementes e de elementos suficientes para levar a condenação pelo crime de homicídio do Agente Penitenciário Vanderlei Coelho, 27, conhecido como “Socó”, o corpo de jurados entendeu em absolvê-lo e livra-lo de qualquer culpabilidade na morte de Regina Viana de 31 anos, sua ex-esposa.

Réu confesso, Vanderlei que entrou chorando no inicio do júri popular realizado nesta quinta-feira (12.09) no plenário do fórum de Juína-MT,  saiu ‘sorrindo’ após ouvir a sentença pronunciada pelo Juiz Roger Bim Donega de que o corpo de jurado o havia absolvido pelo crime de homicídio duplamente qualificado.

O Promotor de Justiça Danilo Preti Vieira e os advogados de defesa tiveram 1h30m para os debates e foram brilhantes em seus argumentos, depois réplica e tréplica. O MP pediu ao júri que fosse reconhecido o crime de homicídio duplamente qualificado (por meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima),  já a defesa sustentou a tese de homicídio privilegiado (praticado sob o domínio de uma compreensível emoção violenta, injusta provocação da vitima e etc).

O júri teve inicio às 9h e foram ouvidas testemunhas de defesa e acusação que detalharam o momento em que ouviram os tiros e viram Regina Viana que era funcionaria dos Correios ser executada à queima roupa com um tiro na cabeça, tendo como autor  Socó.

As testemunhas de defesa relataram que a vitima era muito ciumenta e que por duas ou três vezes havia agredido seu esposo em locais públicos, verbalmente e fisicamente.

Foram mais de 12 horas de julgamento e às 22h foi lida a sentença pelo juiz que presidiu o júri absolvendo o acusado e determinando que fosse posto em liberdade e poderá atuar como Agente Penitenciário e voltar sua vida normal na sociedade. 

 O crime 

O crime aconteceu no dia 1 de janeiro de 2012 no bairro módulo – 5. Acusado e vitima tiveram um desentendimento e Vanderlei conforme a denúncia do Ministério Público Estadual, se apossou de uma arma de fogo e efetuou dois tiros contra a vitima que atingiu o braço e tórax. Mesmo baleada, Regina correu em busca de socorro e caiu na área de uma residência próxima, onde acontecia uma confraternização. Sem dó e piedade e muito menos se importar com a presença de testemunhas, Vanderlei pegou a vitima pelos cabelos e efetuou um tiro na cabeça próximo ao ouvido, não dando chance de defesa a vitima que morreu no local.

O acusado se apresentou três dias depois na delegacia de polícia e como havia um mandado de prisão em seu desfavor foi preso e encaminhado para o presídio militar de Santo Antonio de Leverger onde permaneceu preso por 1 ano e 8 meses.

 

Comente esta notícia

sandra nunes 13/09/2013

Isso é uma vergonha,vemos q/ não tem justiça msmo.O cara descontente,pega pelo cabelo e da mais um tiro pra ter ctza,e é absolvido,por ''defesa''pelo amor...Esperamos q o MP entre com recurso,um ano e meio,é poko pra ele...Sempre foi esse cara abusado,estupido msmo,tem q ser perpétua pra ele.BIXO

positivo
0
negativo
0

neide 13/09/2013

ah se fosse irma de lampaiao hei soco

positivo
0
negativo
0

Silva 13/09/2013

Só um adendo: segundo os documentos dos autos, ele se apresentou à justiça no dia seguinte, e não em 03 dias. E conforme os relatos das testemunhas, foram no mínimo, 03 agressões...obrigado

positivo
0
negativo
0

Jaqueline 13/09/2013

Matéria tendenciosa! E onde está o nome dos advogados de defesa?

positivo
0
negativo
0

Eusébio 13/09/2013

Vergonha é emitir opinião sobre esse ou aquele assunto sem saber, sem ter o conhecimento aprofundado do assunto. Isso sim é uma vergonha.

positivo
0
negativo
0

DIEGO SILVA 13/09/2013

SÓCO BAUM É SÓCO MORTO ...MATO TEM QUE MORRER

positivo
0
negativo
0

ana paula 13/09/2013

nossa a justica do brasil envergonha a todos nos ... como pode um homen assassina uma mulher com tres tiro com requinte de crueldade e nao sofre nada ... e sem contar ke conheco bem esse camarada e nao vai demorar ele ja vai ta andando de novo com arma na cintura nas ruas,, e se vangloriando nos butecos enxendo a cara de cerveja para cometer outro crime pq sabe ke nao vai ser preso....... ENVERGONHADO COM A JUSTICA JUINENSE BRASILEIRA

positivo
0
negativo
0

Realista da Silva 13/09/2013

Eu estou muito feliz povo Juinense! Todos os dias vemos nas ruas a revolta da sociedade, pela impunidade, pela inaplicabilidade das leis, pela desordem! Ai, quando alguém comete um crime, mata outra pessoa, seja justificável ou não, A POPULAÇÃO, ou seja, OS JURADOS, simplesmente o absolvem! O povo reclama, reclama e reclama, mas quando se dá poder ao povo, ele acaba por ser mais impune do que a própria lei! Parabéns Juína! Um povo abençoado, e de bom coração, que perdoa homicídios qualificados, e clama por uma sociedade com mais crimes!

positivo
0
negativo
0

Marcelo 13/09/2013

Que vergonha em sociedade juinense, bando de hipócritas, o cara é réu confesso, até a defesa pediu a condenação e vocês me absolvem, que belo exemplo vocês estão dando para os assassinos e estupradores, se comoveram com o choro de um assassino ? E como fica a família da vítima ? E ainda querem fazer manifestações contra os políticos corruptos, me poupe, matar já virou rotina né, tirar a vida de uma pessoa é normal hoje em dia, só espero que outros não tomem esse juri como exemplo para justificarem seus atos.

positivo
0
negativo
0

Rosiane 13/09/2013

É A CONFIRMAÇAO D Q VIVEMOS NO PAÍS DA IMPUNIDADE...revoltante saber q pessoas q jugam não tem a nobreza de se por no lugar da família da vítima e por isso absolvem alguem q cometeu um crime q nao tem volta...QUI DEUS ACALENTE A FAMILIA DELA,PQ O ESTADO A MATOU DE NOVOOO.

positivo
0
negativo
0

18 comentários

1 de 2
Última

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros