Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Mato Grosso Segunda-feira, 21 de Agosto de 2023, 08:16 - A | A

Segunda-feira, 21 de Agosto de 2023, 08h:16 - A | A

Operação Amazônia desmobiliza extração ilegal de madeira na Estação Ecológica Rio Ronuro

Sema e Sesp apreenderam dois caminhões carregados de toras e dois tratores

Juína News com Assessoria

Durante ação integrada da Operação Amazônia, realizada nesta sexta-feira (18.08), as Secretarias de Estado de Meio Ambiente (Sema) e de Segurança Pública (Sesp) desmobilizaram extração ilegal de madeira dentro da Estação Ecológica (Esec) Rio Ronuro, localizada em Nova Ubiratã (477 km de Cuiabá).

A operação de combate ao desmatamento foi conduzida pela Superintendência de Fiscalização (SUF) da Sema, Núcleo de Inteligência e Operações Conjuntas (NIOC) e Força Tática da Polícia Militar (FTPM). 

Fiscais flagraram, dentro da Unidade de Conservação, dois caminhões carregados com toras de madeira e dois tratores. Um dos caminhões já havia sido denunciado anteriormente por transporte de madeira ilegal da Estação Ecológica e estava sendo monitorado e acompanhado pela inteligência. 

Os equipamentos, juntos com duas motosserras, foram apreendidos. Quatro suspeitos fugiram em direção à mata ao perceberem a aproximação da fiscalização. 

A Estação Ecológica Rio Ronuro é uma unidade de conservação de proteção integral e conserva 102 mil hectares do bioma Amazônia. A Sema monitora as unidades de conservação com imagens de satélite de alta resolução que identifica o desmatamento ilegal de forma rápida. 

Operação Amazônia

Desde março deste ano, o Governo de Mato Grosso realiza a Operação Amazônia contra crimes ambientais, com equipes em campo e de monitoramento remoto por imagens de satélite de alta resolução para responsabilizar os infratores. 

Quem se deparar com um crime ambiental deve denunciar por meio dos contatos: da Polícia Militar (190), ouvidoria da Sema (0800 065 3838) ou pelo novo WhatsApp para denúncias (65) 98153-0255.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros