Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Mundo Sexta-feira, 07 de Julho de 2023, 17:21 - A | A

Sexta-feira, 07 de Julho de 2023, 17h:21 - A | A

Cinegrafista da OceanGate relatou problemas no Titan durante mergulho de teste em 2021

O cinegrafista Brian Weed, que fez um mergulho de teste no submersível Titan, da OceanGate, em maio de 2021, afirmou que os sistemas de comunicação e propulsão da embarcação falharam, o que deixou o CEO da empresa, Stockton Rush, preocupado.

Weed disse que Rush ficou "nervoso" com a falha de comunicação do submarino, mas tentou "levar a situação de forma leve".

O incidente ocorreu em profundidades relativamente rasas, de cerca de 30 metros. 

"Você podia perceber que ele estava nervoso e não muito satisfeito com o desempenho", afirmou Weed sobre Rush. "Mas ele tentou levar a situação de forma leve e dar desculpas."

Segundo o jornal Insider, o cinegrafista acrescentou que o executivo tentou reiniciar o sistema do submarino e usar as telas sensíveis ao toque para solucionar os problemas.

Weed e sua equipe estavam trabalhando em um projeto de documentário sobre o submarino da OceanGate. No entanto, eles decidiram não fazer um mergulho completo no Titan devido a preocupações com a segurança do casco do submersível, feito de fibra de carbono, entre outras coisas.

Após o mergulho de teste, a produtora de Weed contratou um consultor da Marinha dos Estados Unidos, que preferiu não ser identificado, para inspecionar o submarino, de acordo com a agência de notícias americana Associated Press. O consultor alertou Weed e sua equipe sobre o casco do Titan e demonstrou preocupação de que ele não mantivesse sua eficácia total, mesmo após vários mergulhos profundos.

"Eu senti que, a cada mergulho, o submersível ficava mais fraco", disse Weed. "E isso é um pouco como jogar roleta russa."

Todos os 5 passageiros a bordo do Titan, incluindo o próprio Rush, morreram de forma instantânea após o submersível sofrer uma implosão, no último dia 18 de junho. Eles partiram em expedição para visitar os destroços do famoso transatlântico Titanic.

 

 

Fonte: R7

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros