Juína/MT, 18 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

18 de Junho de 2024


Mundo Segunda-feira, 06 de Fevereiro de 2023, 08:39 - A | A

Segunda-feira, 06 de Fevereiro de 2023, 08h:39 - A | A

Médico voluntário americano é morto na Ucrânia enquanto prestava ajuda

Um profissional de saúde voluntário americano foi morto na cidade de Bakhmut, na Ucrânia, sitiada por tropas russas, informou neste sábado a agência de notícias ucraniana "Ukrinform", que cita fontes da ONG Global Response Medicine (GRM). 

De acordo com essas informações, Pete Reed, o voluntário morto, era o fundador da ONG, que presidiu durante quatro anos, e estava na Ucrânia desde janeiro.

A morte ocorreu ontem, segundo o GRM, que destacou por meio de sua conta no Twitter que Reed foi morto "enquanto prestava ajuda".

Bakhmut é uma cidade de alto valor estratégico, a cuja defesa se apega a Ucrânia, segundo afirmou ontem o presidente do país, Volodymyr Zelensky, após a cúpula realizada com os presidentes da Comissão Europeia e do Conselho Europeu, Ursula von der Leyen e Charles Michel, respectivamente.

Zelensky fez um apelo por envio de armas de longo alcance para libertar não apenas Bakhmut, mas também todo o Donbass, que, segundo ele, "está ocupado desde 2014".

As informações que chegam sobre a situação nesta cidade, do lado russo ou ucraniano, são contraditórias e alguns aliados ocidentais consideram que Kiev deveria desistir da sua defesa.

A eventual queda de Bakhmut, que as tropas russas tentam capturar há meses, permitiria a Moscou cortar as linhas de abastecimento das forças ucranianas na área e abrir um caminho para as fortalezas ucranianas de Kramatorsk e Sloviansk.

 

 

Fonte: R7

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros