Juína/MT, 19 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

19 de Junho de 2024


Mundo Segunda-feira, 29 de Maio de 2023, 08:21 - A | A

Segunda-feira, 29 de Maio de 2023, 08h:21 - A | A

Porta-aviões da China cruza estreito, viola águas de Taiwan e acirra ânimos na região de novo

O porta-aviões chinês Shandong e outros navios cruzaram, neste sábado (27), o estreito de Taiwan, informou o ministério da Defesa do país em um comunicado.

"Uma flotilha da Armada do Exército Popular de Liberação, encabeçada pelo porta-aviões 'Shandong', atravessou o estreito de Taiwán por volta do meio-dia" do sábado, de acordo com a pasta.

O Shandong navegou "ao oeste da linha mediana, em direção norte", completou numa referência à fronteira oficial no meio do estreito. 

A China não reconhece essa fronteira invisível traçada unilateralmente pelos Estados Unidos durante a Guerra Fria.

Taiwan vigia constantemente a presença de navios de da China e faz praticamente um anúncio diário de violação.

Mesmo assim, o passeio do Shandong pelo estreito, de 180 km de largura e que separa a ilha do continente asiático, é incomum.

As forças armadas de Taiwan "monitoram a situação e empregou aviões [de patrulha aérea civil], navios de combate e sistemas de mísseis terrestres que respondam a essas atividades", declarou o ministério da Defesa.

As relações entre China e Taiwan, que chegaram o fundo do poço desde que Xi Jinping chegou ao poder em Pequim há mais de 10 anos, pioraram ainda mais recentemente. A China intensificou as incursões militares nos arredores da ilha.

 

 

Fonte: R7

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros