Juína/MT, 17 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

17 de Junho de 2024


Polícia Domingo, 16 de Dezembro de 2018, 23:10 - A | A

Domingo, 16 de Dezembro de 2018, 23h:10 - A | A

Ostentação

ATUALIZADA! Casal traficante é preso pela Polícia Civil de Juína com mais de 470 porções de cocaína

Juína News

Um casal de traficante de droga foi preso no fim da noite deste sábado, dia 15, pela Polícia Judiciária Civil da cidade de Juína, no Mato Grosso. Com eles foram apreendidos mais de 470 porções de cocaína pura, dinheiro, balança de precisão e jóias.

Segundo a Polícia Civil, o casal estava sendo monitorado há meses pela equipe de investigadores da delegacia. O que dificultou um pouco a ação da polícia é que somente em outubro deste ano que os policiais conseguiram identificar a residência do casal, ou seja, a partir desse momento o setor de inteligência passou a monitorar o apartamento e percebeu a movimentação suspeita.

As denúncias chegaram com precisão de que o casal comercializava cocaína e que realizavam a modalidade do ‘disk entrega’ para usuários de classe média e alta juinense. As investigações apontaram que o casal saia para entregar a cocaína utilizando a moto Pop e faziam diversas saídas do apartamento localizado numa área nobre do bairro, módulo - 5, principalmente no período noturno e retornava rapidamente.

Carlos André Nascimento, 33, e sua convivente, segundo a polícia, não exerciam nenhuma atividade laboral remunerada e tinham uma vida de “ostentação” o que fez com que a polícia desconfiasse ainda mais deles.

O lucro da droga vinha em dinheiro, jóias e cheques.

A prisão

Por volta das 23h, os investigadores do setor de inteligência em campana visualizaram no momento em que Carlos iria sair possivelmente para fazer a entrega de droga e ao perceber que iria ser abordado correu e fechou a porta que dá acesso ao segundo andar onde reside ocasionando uma lesão nas mãos de um dos policiais que teve que ser medicado na UPA.

O casal ficou trancado dentro do apartamento e não obedeceu a ordem dos policiais e na tentativa de se livrar do flagrante Gabrieli jogou pela janela um saco plástico contendo 50 porções análogas a cloridrato de cocaína.

Na sequência, Carlos abriu a porta para que os policiais fizessem as buscas, onde foi encontrado R$ 900, cheques, jóias e outros objetos.

De posse das informações e rotinas dos presos, os investigadores diligenciaram no setor Industrial numa quitinete de um familiar de Carlos, e lá os policiais encontraram o restante da droga (420 porções) escondido dentro do forro do banheiro.

O preso relatou aos policiais que cada porção era comercializada no valor de R$ 50,00.

O casal foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Flagrante

O delegado de polícia, doutor Marco Remuzzi, informou que os presos serão autuados por crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico, além de resistência a prisão.

 A convivente de Carlos foi inocentada durante o processo.

Atualizada dia 11 de novembro de 2019.

 

Comente esta notícia

Ana Paula Stein 16/12/2018

Qual a quantidade de dinheiro que foi apreendida?

positivo
0
negativo
0

Rafael 16/12/2018

Parabéns ao GARRA

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros