Juína/MT, 25 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

25 de Julho de 2024


Polícia Terça-feira, 11 de Abril de 2023, 17:12 - A | A

Terça-feira, 11 de Abril de 2023, 17h:12 - A | A

Flagrante

Em Juína mulher é resgatada de cárcere privado e homem preso em flagrante pela Polícia Civil

Na delegacia, a vítima contou que só podia sair de casa com autorização do suspeito, que ameaçava a ela e seus familiares

Juína News com assessoria

Uma mulher foi resgatada pela Polícia Judiciária Civil, em Juína, ao Noroeste de Mato Grosso, de situação de cárcere privado em que era mantida pelo ex-companheiro. O autor do crime, de 32 anos, foi preso em flagrante na chácara onde mantinha a vítima, no bairro Padre Duílio.

A denúncia do crime chegou à Delegacia de Juína por colegas de trabalho da vítima, que descreveram a situação de extrema vulnerabilidade da mulher, que veio para Juína meses atrás, após fugir do companheiro na cidade de Angélica, em Mato Grosso do Sul.

Após descobrir o novo endereço da vítima, o suspeito veio atrás dela. A mulher não o denunciava por medo das represálias, já que ela fazia ameaças frequentes de morte dirigidas a ela e a familiares.

Na delegacia, a vítima contou que só podia sair de casa com autorização do suspeito. Além disso, ele teria que levá-la e buscá-la em todos os lugares aos quais ela ia. A vítima narrou ainda sofreu incontáveis agressões no passado, inclusive, tinha várias cicatrizes.

O suspeito tem diversas passagens criminais, entre elas, crimes relacionados à Lei Maria da Penha praticados contra a atual e a ex-companheira, disparo de arma de fogo, posse de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas, apropriação indébita e ameaça.

Diante dos relatos apresentados, uma equipe policial foi até a residência e prendeu o agressor, que foi atuado em flagrante pelo delegado Ronaldo Binotti pelo crime de sequestro e cárcere privado qualificado (com grave sofrimento físico e moral).

O delegado encaminhará representação pela conversão do flagrante em prisão preventiva. O agressor será encaminhado ao Centro de Detenção de Juína, onde ficará à disposição do Judiciário.

Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros