Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Polícia Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 09:06 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 09h:06 - A | A

creche particular

MP denuncia donas de creche em Várzea Grande (MT) onde bebê morreu por traumatismo craniano

O laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) apontou que Vicente morreu por traumatismo craniano.

O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) denunciou as donas de uma creche particular em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, nesta quinta-feira (20), pela morte do bebê Vicente Camargo, de 5 meses, que ocorreu em abril deste ano. De acordo com o laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Vicente morreu por traumatismo craniano.

O g1 entrou em contato com a defesa das denunciadas, que não quiseram se manifestar sobre o caso.

No documento, o MP pede que seja pago uma indenização de R$ 50 mil à mãe da criança, além de R$ 3 mil por danos extrapatrimoniais causados à sociedade.

Conforme apontado pelo promotor de Justiça, Daniel Balan Zappia, o local funcionava de forma clandestina, pois não tinha autorização de credenciamento e funcionamento do Conselho Municipal de Educação e dos demais órgãos competentes. Segundo ele, as denunciadas atendiam cerca de 30 crianças distribuídas em três turmas diferentes.

Vicente Camargo morreu no dia 17 de abril deste ano, em um berçário no Bairro Marajoara, em Várzea Grande. Segundo a família, a mãe do bebê, Karine Camargo, teria mandado mensagem por volta das 14h perguntando do filho, mas não obteve resposta.

Segundo uma prima, o bebê teria chegado no hospital já sem vida. Ainda de acordo com ela, esse era o quarto dia que a criança tinha voltado ao berçário.

A princípio, a mãe do bebê disse que funcionários da creche cogitaram que Vicente teria morrido por asfixia, que ele teria se engasgado com leite. No entanto, de acordo com a polícia, a perícia descartou essa hipótese.

 

 

Fonte: G1 MT

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros