Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Polícia Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2023, 18:53 - A | A

Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2023, 18h:53 - A | A

Crime organizado

Operação ‘Conferente’ da Polícia Civil prende funcionários de empresas que desviavam mercadorias em Juína e Colniza

Grupo desviava mercadorias de distribuidora e supermercados, causando prejuízos de mais de 300 mil reais

Juína News

A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Colniza, deflagrou na manhã desta sexta-feira, 17 de fevereiro de 2023, a Operação CONFERENTE.

Foram cumpridos seis mandados de prisão e um de busca e apreensão, nas cidades de Colniza e Juína.

Segundo a polícia civil, os investigados agiam nos supermercados de Colniza, em associação criminosa a partir de Juína. O esquema funcionava da seguinte maneira:

Funcionários de uma distribuidora de refrigerantes de Juína iam fazer a entrega dessas mercadorias na cidade de Colniza. Então, os funcionários dos supermercados, na função de conferentes (daí obviamente o nome da operação) atestavam formalmente o recebimento da carga completa, quando na verdade somente metade era descarregada do caminhão. Assim, de maneira previamente combinada, com o produto do furto, essa associação criminosa repassava as bebidas desviadas para receptadores da região, geralmente comércios de menor porte, a preços bem inferiores.

Ainda segundo as investigações da PC essa associação criminosa foi descoberta quando um dos supermercadistas, ao receber uma denúncia anônima, encontrou diferença significativa em seus estoques, cujo prejuízo passava dos R$ 300 mil. Por isso, registrou a ocorrência na Delegacia de Colniza. A partir daí a equipe de investigadores dessa unidade passou a investigar e conseguiu as provas suficientes para embasar os pedidos de prisão e busca que foram deferidos pelo juiz da Comarca de Colniza.

As prisões e buscas efetuadas na cidade de Juína contaram com o apoio de investigadores e do Delegado Titular do CISC, Ronaldo Binoti Filho, que foram até a empresa no setor Industrial para cumprirem os mandados de prisão contra três funcionários. Também em Colniza foram presos outros três suspeitos.

Durante o cumprimento das ordens judiciais, foram apreendidos diversos aparelhos celulares para aprofundar a investigação dos delitos.

Os presos responderam por crimes de furto qualificado e associação criminosa.

As investigações que tem como delegado responsável Giuliano Bertucini não serão encerradas até que os receptadores também sejam identificados pela Polícia Judiciária Civil e alcançados pela justiça.

Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews 

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros