Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Polícia Quinta-feira, 06 de Julho de 2023, 12:49 - A | A

Quinta-feira, 06 de Julho de 2023, 12h:49 - A | A

Operação conjunta contra crimes ambientais resulta na detenção de infratores em Aripuanã

Na manhã da última terça-feira (04.07), durante a Operação Hórus/Guardiões das Fronteiras, uma ação conjunta entre a SEMA (Secretaria de Estado de Meio Ambiente) e a Força Tática do 1º CR (Comando Regional) resultou na detenção de duas pessoas envolvidas em crimes ambientais. A ocorrência teve lugar na área rural da cidade de Aripuanã, no estado do Mato Grosso.

As equipes, empenhadas no combate aos crimes transfronteiriços de contrabando e aos delitos contra o meio ambiente, realizaram uma fiscalização na região. Durante a operação, ao chegarem a uma propriedade rural, depararam-se com uma grande quantidade de palanques de madeira, que haviam sido extraídos ilegalmente e estavam armazenados no local.

Além disso, foi constatado que duas pessoas estavam envolvidas no manejo dessa madeira sem a devida autorização dos órgãos competentes. Diante da flagrante violação das leis ambientais, os infratores foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Aripuanã, onde foram apresentados à autoridade policial para que as providências necessárias sejam tomadas.

Essa ação conjunta entre a SEMA, a Força Tática do 1º CR e demais instituições envolvidas demonstra o compromisso do Estado na preservação do meio ambiente e no combate aos crimes ambientais. A extração ilegal de madeira é uma prática danosa que compromete a sustentabilidade dos recursos naturais e a conservação dos ecossistemas.

A operação continuará sendo realizada de forma incisiva, visando a proteção do meio ambiente e a repressão a atividades ilícitas que causem danos à natureza. É fundamental ressaltar a importância da conscientização e do respeito às leis ambientais por parte de todos os cidadãos, para que possamos garantir um futuro sustentável e preservar a riqueza natural de nosso estado.

As investigações seguirão para apurar a responsabilidade dos envolvidos nos crimes ambientais, e as medidas legais serão tomadas para coibir tais práticas e garantir a punição adequada aos infratores.

Apreensão:
03 (três) motosserras, R$ 3.000,00;
01 (um) motor elétrico, R$ 1.700,00;
01 (uma) caminhonete D20, de cor Branca, R$ 30.000,00;
215 (duzentos e quinze) unidades de palanques de Castanheiras de tamanhos diversos, medindo aproximadamente 03 (três) metros cúbicos, R$ 10.000,00, (dez mil reais);
Valor estimada da multa R$ 450.000,00;
Prejuízo ao Crime: R$ 494.700,00, (quatrocentos e noventa e quatro mil e setecentos reais);

 

 

 

Fonte: Nailton Alves/Canal Diário

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros