Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Polícia Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 12:14 - A | A

Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 12h:14 - A | A

Faccionado

Polícia Civil de Juína prende em Santa Catarina um dos executores de duplo homicídio

Vítimas foram mortas no município de Juína e tiveram seus corpos jogados no Rio Juruena

Juína News

Na manhã desta segunda-feira, dia 8, uma equipe da Polícia Judiciária Civil de Juína/MT prendeu em Itajaí/SC Endeli Dos Santos Nascimento, suspeito de participar da execução de Alexsandro Rocha Marques, vulgo “Popó”, e Carlos Henrique Rocha, vulgo “Coquinho”, ocorrida em dezembro do ano passado.

Na semana passada, outros quatro indivíduos também tiveram as ordens de prisão cumpridas. Um foi preso em Sinop/MT e os outros três no Centro de Detenção Provisória em Juína: Lucas da Silva Horing, vulgo “LK”, Alexsandro Sanches da Silva, vulgo “Cabelin”, e Lucas Pereira da Silva, vulgo “Pulga”. Everton Falconi Vitor, conhecido como “Vô”, foi preso em Sinop, MT.

O delegado responsável pelas investigações, foi Dr. Ronaldo Binoti Filho, titular da delegacia de Juína.

O Juína News apurou que, após a execução da dupla, os criminosos se deslocaram até a ponte do Rio Juruena, entre Juína e Brasnorte, e arremessaram os corpos no rio para ocultar o crime. O corpo de Alexsandro foi encontrado dias depois, enquanto o de Carlos Henrique permanece desaparecido.

As investigações apontam que as mortes ocorreram devido à proximidade das vítimas com uma facção rival dos executores.

Com a prisão de hoje, a Polícia Judiciária Civil avança para o encerramento desta complexa investigação no Noroeste do Estado. Este é o último caso envolvendo os 28 homicídios ocorridos nos municípios de Juína e Castanheira em 2023, e todos os criminosos estão agora à disposição da Justiça.

 Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros