Juína/MT, 18 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

18 de Junho de 2024


Polícia Sexta-feira, 01 de Setembro de 2023, 07:05 - A | A

Sexta-feira, 01 de Setembro de 2023, 07h:05 - A | A

Mês de conscientização

Polícia Civil de Juína realiza ações durante operação Shamar no combate à feminicídio e violência doméstica

Operação é deflagrada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com os órgãos estaduais

Juína News

Deflagrada em âmbito nacional, a Operação “Shamar” iniciou nesta semana em todo o país. Com a união das forças de segurança atuando em conjunto com a finalidade de combater com mais intensidade os casos de violência contra as mulheres em especial o feminicídio.

O delegado regional da cidade de Juína, Dr. Marco Bortolotto Remuzzi, disse que a polícia civil estará priorizando os inquéritos policiais ao que se refere aos casos de violência doméstica em todo o estado e também na regional de Juína, e nas 08 unidades policiais da região noroeste.

Ele explicou ainda que se enquadra como crime de violência doméstica, não são somente os crimes de lesões corporais, e sim as ameaças, violência psicológica, crimes patrimoniais, e lembrou que a vítima não é somente a esposa ou ex-esposa, e sim uma irmã, ex-namorada, enfim, todas as mulheres que se sofrerem violências domésticas não importando o grau de parentesco.

Em Juína, anexo a delegacia municipal já existe uma sala especial voltada para o atendimento da mulher vítima de violência doméstica, afirmou o delegado, e disse ainda que as vítimas que não quiseram ir até a delegacia requerer medidas protetivas, poderá estar fazendo de maneira on-line, através de um computador com acesso à internet, que será feito um requerimento que após analisado pelas autoridades policiais, será encaminhado ao poder judiciário.

Remuzzi, destacou ainda que os crimes de descumprimento e quebras de medidas protetivas não cabe fiança, onde o suspeito preso será encaminhado diretamente ao Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade de Juína, e falou ainda sobre os projetos da delegacia especializada da mulher que já estão sendo realizados e posteriormente será encaminhado ao governo do estado para que os recursos para a construção sejam repassados e a delegacia da mulher ser construída.

Por fim, O delegado Marco Remuzzi disse que os casos de violência contra a mulher infelizmente têm aumentado, em todo o país, entretanto, a Polícia Judiciária Civil tem se aprimorado nas investigações e apreensões para dar sempre uma resposta positiva para a sociedade.

Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros