Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Política Segunda-feira, 24 de Julho de 2023, 09:25 - A | A

Segunda-feira, 24 de Julho de 2023, 09h:25 - A | A

Jayme diz que Reforma Tributária não será aprovada ‘a toque de caixa’ no Senado

Ao contrário do que ocorreu na Câmara Federal, a Reforma Tributária não deve ser aprovada com tanta celeridade no Senado, como avalia o senador Jayme Campos (União). Ele também afirmou que não vai votar favorável ao texto defendido entre pelos deputados. Senadores têm até 2033 para debater a proposta de emenda à Constituição (PEC). 

Reforma foi aprovada em dois turnos, na madrugada do último dia 7 de julho na Câmara dos Deputados, e garantiu pontos como a isenção de itens da cesta básica. No entanto, Campos afirmou que ainda existe muito o que ser alterado no texto.

“Da forma que está aí eu não voto favorável, [...] temos que estabelecer os percentuais na reforma, não deixar em aberto. [...] Vou defender a tese de que temos que ter números razoáveis, mas não tem nada de forma concreta, vai ser discutido, no Senado teremos mais tempo, não será votado a toque de caixa”, disse.

Jayme foi entrevistado no programa Tribuna da Rádio Vila Real (98.3). Ele afirmou que o Senado tem prazo até 2033 para votar a PEC e crê que o debate será mais igualitário nesta Casa.

“No Senado são 3 senadores por Estado, somos iguais, 27 estados, 81 senadores, é diferente da Câmara, que é desigual, São Paulo tem 77 deputados, Mato Grosso tem 8, não tem esse equilíbrio, [...] foi aprovado, de certa forma, de maneira rápida, não teve tempo de ser discutido, foram feitas revisões, mas tudo isso vai ser reparado no Senado Federal, o que não podemos é dar um cheque em branco [...] da minha parte não aceito em hipótese alguma algo que não seja bom para a sociedade brasileira”.

 

 

Fonte: GD 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros