Juína/MT, 25 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

25 de Julho de 2024


Política Segunda-feira, 10 de Julho de 2023, 08:48 - A | A

Segunda-feira, 10 de Julho de 2023, 08h:48 - A | A

PF investiga filho do governador por atividade garimpeira

O filho do governador Mauro Mendes (União), Luis Antônio Taveira Mendes, é um dos empresários investigados pela Polícia Federal por compra de mercúrio sem autorização legal para usar em garimpos nos Estados de Mato Grosso e Pará. A investigação é desdobramento da Operação Hermes(Hg), deflagrada no dia 1º de dezembro do ano passado e que revelou um esquema de venda de mercúrio ilegal.

A ampliação do inquérito envolvendo os empresários acusados de comprar mercúrio ilegal foi solicitada pela Polícia Federal durante o processo de apuração. No caso de Luis Antônio, pesa a suspeita de adquirido R$ 301.9 mil em mercúrio de Edilson Rodrigues de Campos.

Em 24,03,2022, Edilson, por intermédio de sua pessoa jurídica, vendeu mercúrio, sem autorização legal para tanto, para a empresa Kin Mineração Ltda, pelo montante total de R$ 301.971,00. Nos dias 6.6.2022 e 13.10.2022 e 7.11.2022, diz trecho de denúncia contra a organização criminosa do Grupo Veggi.

Após a denúncia contra o grupo criminoso, a PF continuou com as investigações contra os empresários com objetivo de identificar a origem dos bens apreendidos e a quantidade de ouro produzido com a utilização do mercúrio ilegal, além da estimativa do impacto ambiental que pode ter causado.

A PF suspeita que os delitos estão relacionados ao contrabando e acobertamento de mercúrio que abastece garimpos instalados na Amazônia Legal: Mato Grosso, Rondônia e Pará.

Luis Antônio assumiu junto com a primeira-dama, Virgínia Mendes, as empresas e negócios da família, desde que Mendes retornou à política em 2018, quando se elegeu governador pela primeira vez.

No caso da Kin Mineração Ltda, o capital social do garimpo é de R$ 3 milhões, tendo Luís Antônio como sócio-administrador.

Além do filho do governador, também é investigado o garimpeiro Valdinei Mauro de Souza, o Nei Garimpeiro, conhecido como Rei do Ouro.

Ele chegou a ser alvo da operação em dezembro passado, quando durante a busca e apreensão, foram apreendidos relógios e joias, como também dois carros, um SW4 e um Porshe.

Em documentos encontrados na casa do empresário, também citam relojoarias e empresas de joias famosas em todo o país e que tem filial em Cuiabá. A Justiça Federal chegou a bloquear R$ 19 milhões do empresário.

Detalhes da operação

A Operação Hermes (Hg) foi deflagrada para apurar e reprimir crimes contra o meio ambiente, comércio ilegal de mercúrio, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A polícia bloqueou de R$ 1 bilhão, montante do prejuízo causado pelos criminosos.

Outro lado

Um grupo empresarial de São Paulo é sócio majoritário e administrador da Kin Mineração. E acredita que todas as transações de compra de mercúrio são regulares, disse o advogado Hélio Nishiyama, que faz a defesa da empresa do filho do governador. Contudo, não quis comentar em detalhes.

 

 

Fonte: GD

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros