Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Gerais Quarta-feira, 17 de Maio de 2023, 12:38 - A | A

Quarta-feira, 17 de Maio de 2023, 12h:38 - A | A

Corpo de Bombeiros apresenta novo sistema de registro de ocorrências

Iniciativa deve se repetir em todas as unidades operacionais dos Bombeiros no Estado

Da Redação

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso iniciou a implantação do Sistema de Registro de Ocorrências Bombeiro Militar (SROBM) na 5ª CIBM em Nova Mutum nesta segunda-feira (15). A iniciativa deve se repetir em todas as unidades operacionais dos Bombeiros no Estado.

O sistema foi desenvolvido na Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) por meio da fábrica de software e possui integração com o SIOSP GEO, que faz a gestão de ocorrências no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) e nos Centros de Operações de Bombeiros (COBs) das unidades operacionais; bem com o SSO, sistema de login único para os demais sistemas da SESP; e com o Sistema de Gestão de Pessoas da instituição.

O tenente-coronel BM Rodrigo Armond Santos, que supervisionou a construção do sistema, explica que o modelo foi pensado para ser acessado tanto por dispositivos móveis, quanto por computadores e conta com a geração de Declaração de Atendimento de Ocorrência.

“Além disso, para tratar os dados coletados, os relatórios de ocorrência deverão ser validados pelas Seções de Operações das unidades”, destacou o oficial.

Atualmente, a Superintendência de TI da SESP se prepara para desenvolver a geração de estatística do sistema, por meio do BI (Business Intelligence). “É necessário à existência prévia de um banco de dados para isso. Isso possibilitará o cruzamento de todas as variáveis relacionadas nos relatórios de ocorrência, inclusive com a possibilidade de que sejam cruzadas com as variáveis de outros sistemas e com a geração de informações georreferenciadas”, finalizou o oficial.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros