Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Mato Grosso Segunda-feira, 19 de Junho de 2023, 08:37 - A | A

Segunda-feira, 19 de Junho de 2023, 08h:37 - A | A

Secretário pontua que alterar a reforma Tributária é prioridade para Mato Grosso

O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, redigirá ao lado de outros secretários de fazenda que compõem os estados da Amazônia Legal documento que embasará a ‘Frente Parlamentar Mista da Amazônia Legal’ para tentar remendar, ou barrar a atual reforma tributária que será apresentada no Congresso. Para Gallo, o atual texto irá ‘exterminar’ a capacidade de crescimento econômico dos estados foram do eixo Sul-sudeste.

As declarações forma dadas na última sextafeira (16) durante o último dia do 25º Fórum dos Governadores da Amazônia Legal. ‘Se aprovado como está, nós teremos uma perda de 30% na arrecadação - isso implica algo em torno entre R$ 7 bilhões a menos de arrecadação. Nós precisamos, portanto apresentar alternativas, apresentar propostas para que primeiro nós tenhamos salvaguardado a arrecadação do estado’, ponderou.

Além disso, o secretário explicou que o diálogo em Brasília está a todo vapor e é preciso estipular outros caminhos. ‘Nós estamos dialogando muito com todos os estados, com todos os governadores, sobretudo das regiões do norte, no e Centro-Oeste que são os estados que do ponto de vista da competitividade das suas empresas, no setor industrial são os mais impactados’, comentou.

Por fim, Gallo defendeu que os estados ‘que mais contribuem para o país’ não podem passar a ficar com o ‘pires nas mãos’. “Nós não podemos concordar com o extermínio do nosso programa de desenvolvimento industrial que prevê um crédito, um incentivo fiscal para as indústrias”, disse. (UL).

 

 

 

Fonte: GD

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros