Juína/MT, 22 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

22 de Julho de 2024


Mato Grosso Quarta-feira, 08 de Fevereiro de 2023, 09:06 - A | A

Quarta-feira, 08 de Fevereiro de 2023, 09h:06 - A | A

Sicredi libera R$ 28,5 bilhões no primeiro semestre da safra 2022/2023

Com um total de 190 mil operações, o aumento no volume foi de 30%, em comparação ao período anterior

Assessoria Sicredi

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 6 milhões de associados e atuação em todas as regiões do Brasil, liberou um volume de R$ 28,5 bilhões aos produtores rurais no primeiro semestre (julho a dezembro) do Plano Safra 2022/2023. O valor representa um aumento de 30%, em comparação ao período anteriorO volume recorde foi concedido em 190 mil operações aos produtores rurais.

As operações realizadas via Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e Programa de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) atingiram R$ 7,9 bilhões e R$ 5,6 bilhões, respectivamente. Esses resultados representam um aumento de 47% (Pronaf) e 31% (Pronamp), em relação ao mesmo período do ciclo anterior. Respectivamente, ticket médio das operações foi de R$ 68 mil e R$ 199 mil.

Esse resultado se deve à capilaridade do Sicredi, que é a única instituição financeira presente fisicamente em mais de 200 cidades do território nacional. “Temos o papel de promover o desenvolvimento de diversas regiões, principalmente de pequenos municípios, fazendo o crédito chegar a milhares de produtores. Atualmente, das cidades onde somos exclusivos, 94% têm menos de 10 mil habitantes”, explica Luis Veit, superintendente de Agronegócio do Sicredi.

Custeio foi a finalidade com maior representatividade nas liberações: R$ 14,9 bilhões, 17% maior que no ano anterior, chegando a mais de 130 mil operações. Investimentos registrou o montante de R$ 5,6 bilhões no primeiro semestre da safra 22/23 com mais de 28 mil operações.

A Cédula de Produto Rural (CPR) registrou R$ 7,5 bilhões em concessão, aumento expressivo de 213% em comparação ao mesmo período da safra anterior. As CPRs são uma alternativa muito utilizada para financiamento rural pela agilidade e pela praticidade oferecidas.

Estudos de mercado mostram que a atuação de uma cooperativa de crédito gera impacto positivo em indicadores como PIB, geração de empregos e renda. Também apontam capacidade de abrir agências em municípios com menos habitantes e PIB menor, quando comparada aos bancos tradicionais, o que coopera para o progresso inclusive de regiões afastadas das grandes capitais.

“No Sicredi, captamos recursos a partir da participação de associados e direcionamos para outros associados da mesma região, estimulando a geração de renda e o desenvolvimento econômico e social local, especialmente entre as pequenas e microempresas e pequenos produtores rurais”, finaliza Veit.

A instituição financeira cooperativa conta, atualmente, com mais de 682 mil associados do universo de agronegócio. Em termos de porte, 77% deles são da agricultura familiar, 16% são produtores de porte médio e 6% produtores de grande porte.  O Sicredi colocou à disposição R$ 50,6 bilhões aos produtores no Plano Safra 2022/2023, que vai até junho deste ano. O valor representa um aumento de 30% em relação ao concedido no ano-safra anterior.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros