Juína/MT, 22 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

22 de Julho de 2024


Polícia Terça-feira, 21 de Novembro de 2023, 14:56 - A | A

Terça-feira, 21 de Novembro de 2023, 14h:56 - A | A

Batalhão Ambiental da PM apreende 35 quilos de Dourado em Tangará da Serra

Na ação, um homem foi preso em flagrante e multado em R$ 28,5 mil

Juína News com Assessoria

O Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) apreendeu 35 quilos de pescado da espécie Dourado, na tarde desta segunda-feira (20.11), em Tangará da Serra. Na ação, um homem de 56 anos foi preso em flagrante por transporte e comércio ilegal de pescado, e recebeu multa de R$ 28,5 mil.

Por volta de 17h30, a equipe do Batalhão Ambiental estava em fiscalização na zona rural da cidade quando abordou um homem em uma motocicleta, saindo da cachoeira Salto Maciel, com uma caixa de isopor na garupa do veículo.

Os policiais encontraram com o homem duas espécies de Dourado e uma tarrafa de cerca de dois metros de comprimento. Questionado sobre o material, o suspeito disse que teria feito a pesca no Rio Sepotuba e estaria levando para sua casa, onde teria outras unidades da mesma espécie.

No endereço do suspeito, os militares encontraram mais seis unidades de Dourado e duas cabeças da mesma espécie, dentro de um freezer. O suspeito afirmou que armazenava os peixes e fazia o comércio das peças.

O homem recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido para a Delegacia de Tangará da Serra, para registro da ocorrência e demais providências, e recebeu multa no valor de R$ 28,5 mil. As oito peças de Dourado, que totalizaram 35 quilos, foram doados para a Comunidade Terapêutica Resgate e Liberdade, de Tangará da Serra.

A captura, transporte e comercialização de Dourado é proibido em Mato Grosso, de acordo com a lei estadual 9.794 de 30 de julho de 2012.

Disque-denúncia

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

A Sema-MT atende denúncias da população contra crimes ambientais e pescas predatórias pela Ouvidoria, no telefone 0800 065 3838, pelo e-mail [email protected], pelo WhatsApp (65) 98153-0255 e em suas Unidades Regionais.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros