Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Polícia Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2023, 10:08 - A | A

Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2023, 10h:08 - A | A

Cabeça a Prêmio

Delegado de Brasnorte é removido e revela plano para matá-lo por R$ 1 milhão

Fantin detalhou plano em redes sociais

O Conselho Superior da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC) aprovou por unanimidade a remoção imediata do delegado Eric Marcio Fantin, titular da Delegacia de Brasnorte.  De acordo com a ata da reunião extraordinária do órgão, a mudança se dá após um relatório da Diretoria de Inteligência ter apontado que ele tinha grau elevado de risco à sua integridade física.

Em uma postagem em suas redes sociais, ele afirmou que foi descoberto um plano para mata-lo e que sua ‘cabeça’ valeria R$ 1 milhão. O delegado foi o responsável por investigar diversos esquemas criminosos na cidade envolvendo até mesmo políticos.

Um dos principais alvos era o vereador Reginaldo Martins Ribeiro, conhecido como “Carreirinha”. O parlamentar estava supostamente envolvido em um esquema criminoso de venda de lotes destinados à reforma agrária, que teria movimentado cerca de R$ 7 milhões.

No início desta semana ele voltou a ser indiciado, desta vez por envolvimento com rinhas de galo. “Considerando o conteúdo descrito e os fundamentos contidos no documento elaborado pela Diretoria de Inteligência, que concluiu que o risco à integridade física do Delegado de Polícia Dr. Eric Marcio Fantin é de grau elevado, por unanimidade dos membros do CSP foi reconhecida a necessidade imperiosa de remoção por necessidade da administração pública do delegado, da Delegacia de Polícia de Brasnorte, objetivando a garantia da integridade física, bem como da integridade pública da Instituição”, diz trecho da decisão.

Eric Marcio Fantin foi removido para a Delegacia de Juara. Em suas redes sociais, afirmou que sua mudança foi determinada após ter sido descoberto um plano para o matarem.

Segundo a postagem, investigados por ele teriam oferecido R$ 1 milhão pela sua morte. “Fui removido porque a Polícia Civil tomou conhecimento de um plano para tirar a minha vida, no qual os corruptos da cidade ofereceram R$ 1 milhão, mas tenho que tirar o chapéu, para a esperança que eles têm de conseguir me queimar. Mesmo de longe, os criminosos metidos a poderosos, ‘autoridades máximas’, ainda terão pesadelos comigo por muitos anos”, afirmou ele na postagem.

Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews 

 

 

 

Fonte: Folha Max

Álbum de fotos

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros