Juína/MT, 25 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

25 de Julho de 2024


Polícia Segunda-feira, 09 de Outubro de 2023, 15:14 - A | A

Segunda-feira, 09 de Outubro de 2023, 15h:14 - A | A

Polícia Civil cumpre seis ordens judiciais contra autores de ataques em Tangará da Serra

Alvos estão envolvidos em incêndio de veículo da Prefeitura e vandalismos em comércios da cidade

Juína News com Assessoria

Seis ordens judiciais, entre mandados de busca e apreensão domiciliar e mandados de apreensão de menores, foram cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (09.10), em ação da 1ª Delegacia de Tangará da Serra com apoio de policiais da Delegacia Regional.

Os trabalhos fazem parte da Operação Força Total, deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), para identificar e prender os envolvidos em ataques recentes ocorridos no município de Tangará da Serra.

As investigações realizadas pela 1ª Delegacia de Tangará da Serra identificaram que os menores suspeitos de atear fogo em um veículo da Prefeitura Municipal são os mesmos que apedrejaram uma loja de materiais de construção no município.

Após os ataques, foi montada uma verdadeira força-tarefa para apuração dos fatos, reunindo grande efetivo policial, contando com equipes da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e da Gerência de Operações Especiais (GOE).

Além dos três adolescentes apreendidos nesta segunda-feira (09), também foram identificados e conduzidos, na semana passada, outros três menores e um maior de idade, suspeitos de terem praticado vandalismo em uma loja de artigos de caça e pesca. Os menores foram ouvidos pelo delegado Gustavo Espíndula de Souza e confessaram a autoria dos ataques.

As investigações apontaram que ordens foram veiculadas no meio criminoso por meio de status de aplicativos de mensagens, determinando que atos de vandalismo deveriam ser praticados em toda cidade, devido ao alto índice de apreensões de entorpecentes e prisões de criminosos, o que consequentemente tem gerado grandes prejuízos à organização.

“O mandante dos ataques e atos de vandalismo já foi identificado e será interrogado pelos fatos. As investigações seguem em andamento para identificar outros envolvidos nos crimes”, disse o delegado.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros