Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Polícia Quinta-feira, 28 de Setembro de 2023, 15:07 - A | A

Quinta-feira, 28 de Setembro de 2023, 15h:07 - A | A

Polícia Federal apreende dólares, Rolex e Dodge Ram com investigados por tráfico internacional de drogas

Juína News com Assessoria

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 28/09, a Operação Pelos Ares, com o objetivo reprimir o tráfico transnacional de entorpecentes, realizado primordialmente com a utilização de aeronaves na fronteira Brasil/Bolívia. Foram apreendidos joias, doláres em espécies, relógios da marca Rolex, e carros de luxo.

A ação visa desarticular a associação voltada ao tráfico internacional, com a prisão dos principais líderes e a sua descapitalização através da apreensão de bens obtidos com os lucros da atividade criminosa e utilizados na lavagem de dinheiro.

80 policiais cumprem nesta manhã 2 mandados de prisão preventiva, 22 mandados de busca e apreensão e ordem de sequestro de bens imóveis, móveis e valores, expedidos pela 5ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Mato Grosso, nas cidades de Tangará da Serra/MT, Campo Novo do Parecis/MT, Peixoto de Azevedo/MT, Sorriso/MT, Cuiabá/MT, Curitiba/PR, Alvorada/RS e Conceição das Alagoas/MG. As investigações tiveram início com a apreensão de 431 Kg de cocaína no município de Denise/MT, além de uma aeronave, armas, munições, entre outros objetos.

A partir dos levantamentos realizados Polícia Federal, ficou constatado que a aeronave apreendida foi adquirida por um grupo de traficantes para trazer o entorpecente ao território nacional (na fronteira Brasil/Bolívia pelo estado do Mato Grosso) e posteriormente enviar o material ilícito para a região litorânea do país e depois ao exterior.

Durante as investigações ficaram evidenciadas vultuosas movimentações financeiras incompatíveis com a capacidade econômica declarada dos principais líderes do esquema criminoso, que se utilizam de laranjas no intuito de dar aparência lícita aos bens provenientes do tráfico de drogas. A Justiça autorizou, dentre as medidas, o sequestro de cerca de 40 milhões de reais dos investigados.

A Operação teve apoio da 22º CIAPM de Força Tática do 7º Comando Regional da PMMT e do GEFRON/PMMT.

Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros