Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Polícia Terça-feira, 07 de Março de 2023, 20:33 - A | A

Terça-feira, 07 de Março de 2023, 20h:33 - A | A

Devia 2 mil reais

Suspeitos que mataram e decapitaram membro de facção são presos pela Polícia Civil de Juína; um foragido

Vítima foi atraída para local ermo e morta a golpes de faca, e depois foi decapitada

Juína News

Nesta terça-feira a Polícia Judiciária Civil de Juína, ao Noroeste de Mato Grosso, prendeu três suspeitos de cometer um crime violento de homicídio que teve como vítima Gabriel Cordeiro Da Silva ocorrido em fevereiro deste ano. O corpo dele foi encontrado em avançado estado de decomposição em uma região de mata no Setor Aeroporto.

Relembre o caso: POLITEC de Juína identifica vítima encontrada morta em comunidade rural

Quatro investigados, três homens e uma mulher, estão envolvidos no crime, um deles está foragido.

Em uma entrevista coletiva no final da tarde de hoje, o delegado titular da delegacia de polícia, Dr. Ronaldo Binoti Filho, disse que quatro pessoas foram apontadas como sendo suspeitas do envolvimento no crime, e mediante aos fatos, o delegado decidiu representar pela prisão preventiva deles, sendo uma mulher, e após o mandado de prisão ser apreciado e aprovado pelo judiciário, policiais civis localizaram e prenderam três dos suspeitos, ficando de fora um que se encontra foragido.

Binoti Filho disse que em depoimento dos envolvidos, a polícia apurou que a morte de Gabriel se deu devido ele ser membro de uma facção criminosa denominada Primeiro Comando Da Capital (PCC), onde traficava drogas, e devido estar em débito em 2 mil reais com a facção, um dos suspeitos decidiu pela morte da vítima, mesmo sem receber ordens dos chefes da facção.

Ainda de acordo com o delegado, as investigações avançaram a partir do depoimento de uma testemunha que presenciou o momento em que os suspeitos foram até a casa da vítima e o levaram dentro de um veículo, conduzido por Thiago De Oliveira Lima, e os ocupantes Vinicio Aureliano Dos Santos Brito, e sua esposa Ana Cristina Dias, e sendo a última vez em que a vítima foi visto com vida, e encontrado tempos depois em avançado estado de decomposição numa área de mato na comunidade “São Luiz” no Setor Aeroporto, com sinais de perfurações por várias partes do corpo e decapitado.

Dois suspeitos foram encaminhados diretamente para o centro de detenção provisória (CDP) da cidade de Juína, onde permanecem a disposição da justiça, um deles identificado como Rodrigo Pereira Dos Santos, vulgo “Simigol”, poderá ter a prisão revogada, após oitiva de testemunhas e conclusão do inquérito policial.

As investigações continuam para localizar e prender o quarto suspeito que se encontra foragido, Vinicio Aureliano. A esposa dele Ana Cristina, permanece em uma cela na delegacia e deverá ser transferida para um presídio feminino no estado.

Reinteramos que em outubro do ano passado Gabriel Cordeiro foi preso por assassinar com um tiro Eliezio Canoeiro, de 24 anos, vulgo “Indinho”, e após alegar legítima defesa ganhou o direito de responder ao crime em liberdade.

Siga o Juína News nas redes sociais facebook/juinanews e no Instagram clicando aqui @juinanews 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros