Juína/MT, 14 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Junho de 2024


Polícia Terça-feira, 08 de Agosto de 2023, 08:33 - A | A

Terça-feira, 08 de Agosto de 2023, 08h:33 - A | A

ASSASSINATOS ENTRE 2003 E 2023

Réu por matar ex na frente do filho vai a júri esta semana

Nesta semana, o tribunal do júri de Cuiabá irá julgar 3 casos de homicídio que ocorreram na Capital entre os anos de 2003 e 2023. Um dos réus é Antônio Aluízio da Conceição Maciano, preso em março deste ano acusado de matar sua ex-companheira Emilly Bispo da Cruz a facadas, na frente do filho de 4 anos, em uma rua no bairro Pedra 90. 

Primeiro julgamento ocorre às 13h30 desta segunda-feira (7). José Domingos Evangelista, preso na Cadeia Pública de Araputanga (345 km a Oeste), será julgado pelo crime de homicídio qualificado cometido contra Celso Custódio. O processo tramita desde 2003.

Segundo julgamento está marcado para esta terça-feira (8), às 9h. Lucas Pereira Plácido e Mathews Conceição Assis, presos na Penitenciária Central do Estado (PCE), e Luiz Carlos Santos Salvador serão julgados pelo assassinato de Elias Rodrigues de Arruda, ocorrido em 2019. Vítima morreu após sofrer um “salve” praticado pelos 3 suspeitos, no Pedra 90. Ele teria cometido um crime naquele bairro e por isso foi punido por uma facção criminosa.

Último julgamento do mês ocorre na quinta-feira (10). Antônio Aluízio da Conceição, 21, será julgado pelo feminicídio de Emily Bispo da Cruz, ocorrido no dia 16 de março deste ano, no Pedra 90. Jovem foi morta com diversas facadas, na frente de seu filho de 4 anos.

Toda ação foi gravada por uma câmera de segurança, próximo ao local. As investigações da Polícia Civil comprovaram que o crime já estava premeditado. O relacionamento dos dois, que durou cerca de um ano, foi marcado por situações conturbadas. Vítima era agredida e ameaçada com frequência. O último término ocorreu em fevereiro deste ano e Emily estava dormindo na casa de amigas por medo das ameaças e perseguições de Antônio, que não se conformava com o fim da relação.  

 

 

Fonte: GD

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros