Juína/MT, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

13 de Julho de 2024


Brasil Segunda-feira, 24 de Julho de 2023, 08:36 - A | A

Segunda-feira, 24 de Julho de 2023, 08h:36 - A | A

Tomate e batata têm queda no preço e cesta básica passa a custar R$ 764,02

Preço da cesta básica tem redução de 0,40% na terceira semana de julho e passa a custar R$ 764,02, com a influência do tomate e batata. Conforme pesquisa do Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio (IPF-MT), o preço está 7,55% maior que o mesmo período de 2022, quando era cobrado o valor de R$ 710,42.

Nesta semana, o tomate e a batata foram os principais itens a influenciar na queda do preço, de -3,2% e -2,93%, respectivamente. Contudo, segundo análise do IPF-MT, a queda no valor do fruto não foi suficiente para sobrepor a alta observada na semana anterior, que chegou a 23,49%, além de apresentar crescimento de 65,72% no comparativo com o mesmo período do ano passado, saindo de R$ 5,33 para os atuais R$ 8,83. 

 

Já com relação à batata, a desvalorização pode ser reflexo da intensificação da colheita nas regiões produtoras, acumulando, assim, a quarta semana consecutiva de queda, totalizando 17,91% de recuo. Apesar dos recuos, o valor atual é 30,74% superior ao observado na mesma semana de julho de 2022.

O feijão, que registrou variação negativa de 2,13%, já acumula a nona retração consecutiva no seu preço, de -8,45% no período. O andamento da colheita brasileira pode ser um dos motivos pelas consecutivas quedas no preço. No comparativo anual, a retração no custo é maior (-10,76%) ante ao mesmo período do ano passado.

 

 

Fonte: GD

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros