Juína/MT, 25 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

25 de Julho de 2024


Gerais Segunda-feira, 20 de Março de 2023, 15:32 - A | A

Segunda-feira, 20 de Março de 2023, 15h:32 - A | A

Exportação de frango mato-grossense tem crescimento de 130% no primeiro bimestre

A exportação de carne de aves em Mato Grosso cresceu 130% no primeiro bimestre. Ainda em relação ao mesmo período do ano passado, a receita saltou de US$ 18 milhões para US$ 41 milhões. Em volume, o aumento é de 114%, passando de nove mil toneladas para 19 mil toneladas.

O levantamento consta no Boletim Comex MT, produzido pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt). Os dados mostram ainda que o estado permanece na oitava posição no ranking de nacional de exportação deste produto e corresponde por cerca de 3% da participação nacional.

“As principais operações são para o Oriente Médio e Ásia, tendo também comercialização de menor volume com África e América Central. Somente para a Arábia Saudita e Emirados Árabes foram exportadas mais de sete mil toneladas, o equivalente a U$ 16,5 milhões”, destaca Antonio Lorenzzi, supervisor do CIN/Fiemt.

Além desses países, o Japão importou US$ 7 mi (2,8 mil toneladas), Iêmem US$ 4,5 mi (2,2 mil toneladas) e o Catar US$ 3,6 milhões (1,7 mil tonelada).

Segundo a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), desde 2004 o Brasil é líder na exportação mundial de frangos.

“A guerra na Ucrânia provocou uma demanda maior por alimentos e aliado a questão cambial houve um considerável aumento nas exportações de carne de frango para o Oriente Médio. A minha indústria, por exemplo, tem destinado cerca de 90% da nossa produção para esses países”, afirma Cidinho Santos, diretor do Sindicato das Indústrias de Frigoríficos de Mato Grosso (Sindifrigo MT) e empresário do setor.

Apesar do grande volume destinado para exportação, ainda segundo a ApexBrasil, cerca de 70% da produção de aves é destinada para o mercado interno. Atualmente, a exportação de carne de aves ocupa a sétima colocação no ranking nacional.

No primeiro bimestre, os estados que mais exportaram o produto foram: Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Mato Grosso. Neste período, somente em carne de aves, o Brasil exportou US$ 1,4 bilhão, o equivalente a 730 mil toneladas do produto.

 

Fonte: Só Notícias 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros