Juína/MT, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

15 de Junho de 2024


Mato Grosso Sábado, 02 de Novembro de 2019, 00:00 - A | A

Sábado, 02 de Novembro de 2019, 00h:00 - A | A

Duas pessoas morrem em acidente na BR 163, uma delas é ex moradora de Juína

Juína News

O grave acidente automobilístico aconteceu no início da noite desta sexta-feira, dia 1 de novembro, na BR-163, entre as cidades de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum. 
 
Segundo informações apuradas pelo Juína News, o motorista de um Renault Sandero, placas de Guarantã no Norte, seguia em sua mão, quando o outro veículo, um Hyundai HB20 branco, placas de Lucas, que vinha no sentido oposto fez uma ultrapassagem proibida em uma curva, e ao se aproximar do Sandero, os condutores jogaram os veículos ao mesmo tempo para o acostamento e acabaram colidindo frontalmente.
 
O Tenente Farias do Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência relatou o seguinte: 
 
“As informações preliminares indicam que eles estavam em sentidos opostos e num local de curva, proibido ultrapassagem, houve a colisão frontal, sendo que um estava indo de Mutum para Lucas e o outro de Lucas para Mutum” – disse, o tenente ao site Terra MT Digital.
 
Duas pessoas morreram no local do acidente. Uma delas é ex-moradora de Juína, identificada como Sirlene Kaminski, de 52 anos, e Edmilson Pereira dos Santos, de 44 anos, pastor evangélico da igreja Internacional da Graça de Deus de Guarantã do Norte que ficou preso às ferragens.
 
No Renault Sandero haviam mais quatro pessoas, o esposo de Sirlene, Eloir Veloso dos Santos,  duas crianças, com idades entre 9 e 10 anos, filhas do pastor e sua esposa identificada como Kelly Cristina, que foram socorridas e encaminhadas ao Hospital São Lucas. A vítima mais grave é Eloir que foi transferido para UTI, em Cuiabá. 
 
Não há informações sobre o estado de saúde dos demais pacientes que seguem hospitalizados.
 
O motorista do HB20 também foi socorrido e encaminhado pelo Corpo de Bombeiros para a unidade hospitalar. 
 
Sirlene por muitos anos foi proprietária do Hotel e Restaurante Kaminski, localizado no Distrito de Filadélfia, mas atualmente estava morando em Juara, os filhos dela residem em Juína.
Ela e seu esposo seguiam para Guarantã do Norte, quando o carro em que estavam apresentou problemas e tiveram que seguir de carona com o condutor do Renault Sandero, Edmilson Pereira.
 
A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram acionadas e deve indicar as causas do acidente. Um dos filhos de Sirlene Kaminski está na cidade de Lucas do Rio Verde para os procedimentos de liberação do corpo da mãe.
 
Nas redes sociais, familiares e amigos lamentaram a morte de Sirlene, que era muito conhecida e querida por todos.
 
O corpo de Sirlene será velado na capela mortuária Bom Jesus em frente ao corpo de bombeiros em Juína. O horário do velório e sepultamento ainda não foram divulgados.
 
Corrigida às 21h19.
 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros