Juína/MT, 14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

14 de Julho de 2024


Polícia Terça-feira, 08 de Agosto de 2023, 08:27 - A | A

Terça-feira, 08 de Agosto de 2023, 08h:27 - A | A

"Não vai passar mão na cabeça de ninguém", diz Mauro sobre policial que matou suspeito em Cotriguaçu

Governador Mauro Mendes repudiou a ação do soldado da Polícia Militar que matou Thiago Graciote Moraes, 29, durante abordagem em Cotriguaçu (950 km ao noroeste de Cuiabá). Em evento na praça das Bandeiras, na manhã desta segunda-feira (7), o chefe do Executivo disse que não irá passar a mão na cabeça de quem cometer erros.

"O governo sob hipótese alguma vai passar mão na cabeça de quem quer que seja que cometa um erro. Eu confio muito na instituição Polícia Militar, entretanto, lá tem mais de 7 mil cidadãos, profissionais, servidores, e às vezes essas pessoas podem cometer falhas e se cometer vão ter que responder de acordo com a legislação brasileira", frisou. 

Inquérito foi aberto e o soldado afastado do cargo. Mendes afirmou que está aguardando o trabalho de investigações da corregedoria e do Ministério Público (MPE) para que as medidas necessárias sejam tomadas.

"Não compactuamos com isso, nós estamos aguardando. Tenho a absoluta convicção de que a própria Polícia Militar, o Ministério Público e os órgãos competentes farão as investigações e se alguém cometeu algum erro, essa pessoa tem que responder na forma da lei", finalizou.

Caso

Vídeo gravado por populares mostra o exato momento em que um soldado da Polícia Militar mata a tiros Thiago Graciote Moraes, 29, durante abordagem na madrugada de sábado (5), na cidade de Cotriguaçu (950 km ao noroeste de Cuiabá).

Conforme informações apuradas, a PM foi acionada 1h após receber uma denúncia de som alto na avenida Henrique Xavier. Quando chegaram, o evento já tinha acabado. A equipe manda o grupo colocar a mão na cabeça. Thiago e o amigo se exaltam, saem do local e um deles afirma que não é bandido para ser abordado daquela forma.  

Em seguida, eles seguem para a avenida, quando um dos policiais chega chutando o amigo de Thiago. Ele entra na frente, o policial saca a arma e depois de ouvir a dupla dizendo ‘atira, atira’, dispara o tiro.

 

 

Fonte: GD

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros