Juína/MT, 22 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

22 de Julho de 2024


Polícia Sexta-feira, 03 de Novembro de 2023, 08:26 - A | A

Sexta-feira, 03 de Novembro de 2023, 08h:26 - A | A

EM SINOP

PM frusta tentativa de homicídio e prende integrantes de organização criminosa

Suspeitos afirmaram aos militares que planejavam atrair a vítima; grupo foi detido em uma residência no bairro Parque das Araras

Juína News com Assessoria

Policiais militares do 11º Batalhão prenderam, nesta quarta-feira (01.11), cinco homens e apreenderam um adolescente, de 17 anos, por formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo, no bairro Parque das Araras, em Sinop. 

Na ação, foram apreendidos uma pistola 380 milímetros, sete munições, quatro aparelhos celulares e R$ 92 em espécie. Os integrantes da quadrilha possuem passagens criminais desde furto, tráfico de drogas, ameaça, receptação e lesão corporal. 

Os militares receberam denúncia de que os suspeitos estariam em frente a uma residência, na Rua da Alegria, manuseando uma arma de fogo e planejando uma ação criminosa na região. 

Diante das informações, os policiais acionaram equipes da Companhia de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) e do Grupo de Apoio (GAP) para realizarem abordagem dos suspeitos. 

Ao chegarem no local da ocorrência, os policiais questionaram os suspeitos sobre a denúncia, um deles afirmou que receberam ordem para sequestrar e cometer homicídio de um homem, que estaria comercializando entorpecentes na região. 

O suspeito ainda afirmou que o grupo estaria planejando ação para atrair a suposta vítima, no entanto, foram frustrados pela abordagem dos policiais militares. 

Diante dos fatos, os integrantes da quadrilha e todo material apreendido foram encaminhados à delegacia para registro do boletim de ocorrência e demais providências que o caso requer. 

Disque-denúncia   

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros