Juína/MT, 24 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png youtube001.png
aa9a80b34a620ff8aded7659831dc4b1.png
https://cdn.juinanews.com.br/storage/webdisco/2023/07/07/original/6752654577c6b33b1b62a50f637045f0.png
00:00:00

24 de Junho de 2024


Polícia Quarta-feira, 19 de Julho de 2023, 14:53 - A | A

Quarta-feira, 19 de Julho de 2023, 14h:53 - A | A

Polícia Civil cumpre mandado de prisão preventiva de autor de tentativa de homicídio em bar em Porto dos Gaúchos

Suspeito chegou a se apresentar na delegacia quando não estava mais em situação de flagrante

Juína News com Assessoria

O autor de uma tentativa de homicídio, ocorrida em um bar de grande movimento em Porto dos Gaúchos (663 km a médio-norte de Cuiabá), teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (19.06), em um rápido trabalho de investigação realizado pela Delegacia do município.

O suspeito de 23 anos chegou a se apresentar na delegacia na terça-feira (18), na presença do seu advogado, ocasião em que já estava fora da situação de flagrante. Ele confessou o crime, porém, não entregou a arma de fogo utilizada no atentado contra a vítima.

A tentativa de homicídio ocorreu na tarde de sábado (15), horário de pico em um dos principais bares da cidade, ocasião em que o suspeito chegou ao local e efetuou o disparo contra a vítima que estava em uma mesa. Devido ao horário, o estabelecimento estava cheio de famílias, inclusive, muitas crianças e um bebê de colo.

A vítima foi atingida na região do abdômen, foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Porto dos Gaúchos e em seguida levada ao Hospital de Juara, em caráter de urgência. Após o crime, o suspeito fugiu do local.

Assim que foi acionada, a equipe da Delegacia de Porto dos Gaúchos iniciou as investigações, fez oitivas de diversas testemunhas e identificou o autor do crime. Após contato com o advogado do suspeito, ele se apresentou na tarde de terça-feira na delegacia, mas não entregou a arma utilizada no crime.

Diante da gravidade dos fatos, em decorrência do atentado contra a vítima e da ameaça contra as demais pessoas que estava no estabelecimento, o delegado de Porto dos Gaúchos, Bruno Palmiro, representou pelo mandado de prisão preventiva do suspeito que foi deferido pela Justiça e cumprido na manhã desta quarta-feira (19).

“Não foi possível realizar a prisão do suspeito quando ele se apresentou na delegacia, por não estar em situação de flagrante da tentativa de homicídio. Porém, como ele não apresentou a arma de fogo e ainda colocou em risco a vida de várias pessoas que estavam no estabelecimento no momento dos fatos, foi cumprida a sua prisão preventiva em um rápido trabalho da Polícia Civil e do Poder Judiciário”, disse o delegado.


 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros